SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Correria para fazer o Enem

No primeiro de dia de aplicação do exame, candidatos culpam o trânsito por atrasos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2014 15:04 / atualizado em 08/11/2014 15:35

Kelsiane Nunes /Especial para o Correio

Kelsiane Nunes/Esp. CB/D.A Press
Durante o primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), estudantes correram para não perder a prova. A principal alegação foi o trânsito carregado. Neste sábado, a prova terá duração de 4h30 e serão sobre ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias. Os portões foram fechados às 13h (horário de Brasília). Em todo o Distrito Federal 160,9 mil pessoas se inscreveram para fazer a prova.

A operadora de caixa Larissa Andrade, 19 anos, chegou ao local de prova dez minutos antes do fechamento dos portões. "Eu demorei porque fiquei um pouco perdida. Não conhecia aqui antes", conta. Ela pretende cursar farmácia na Universidade de Brasília (UnB). A moradora de São Sebastião teve que pegar ônibus pirata para chegar ao colégio Sigma da Asa Sul. Apesar da correria ela diz que está confiante. "Preciso ter pensamento positivo. Isso ajuda na hora da prova", garante.

Kelsiane Nunes/Esp. CB/D.A Press
Zulene Araújo, 37 anos, precisou correr com a filha Julian Gonçalves para conseguir chegar a tempo. Elas saíram do Sol Nascente às 9h e pegaram ônibus até Taguatinga. De lá vieram de metrô até a Asa Sul. "Chegamos na estação às 12h20 e tivemos que correr para chegar aqui", conta. Ela vai esperar na porta do colégio até a filha sair. "Tenho certeza que assim eu passo mais confiança para ela", acredita.

Camila Reis e Larissa Silva, ambas com 18 anos, não tiveram a mesma sorte. Apesar de correr da parada de ônibus até a porta do colégio, não conseguiram chegar a tempo. As duas participantes culpam o trânsito pelo atraso. "Eu sai do P Sul às 11h, mas peguei engarrafamento na saida de Taguatinga e na W3 sul. Eu vim na quarta-feira para conhecer o colégio justamente para evitar perder a prova", afirma Camila que pretendia fazer o Enem . "Peguei o ônibus para a rodoviária às 11h no Recanto das Emas. Achei que seria mais rápido, mas o trânsito na W3 sul estava muito carregado", conta.

O Governo do Distrito Federal (GDF), anunciou nesta sexta (7) que haveria reforço na frota de ônibus afim de atender os candidatos do Enem de acordo com a demanda de linhas que atendem os locais de prova.
Tags:

publicidade

publicidade