SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Provas do Enem deste sábado não trouxeram surpresas, segundo professores

Docentes do Sistema Ari de Sá comentam avaliações de ciências da natureza e ciências humanas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/11/2014 18:30 / atualizado em 08/11/2014 19:41

As avaliações deste sábado (8) no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não trouxeram grandes novidades ou polêmicas em comparação aos testes de anos anteriores, avaliam professores do Sistema Ari de Sá (SAS). Para Lázaro Henrique, professor de biologia, o nível da prova em geral foi baixo. "A prova vem dentro da proposta do Enem, que é trazer questões sobre o cotidiano. Destacam-se os itens sobre células-tronco, imunização - um assunto muito abordado em campanhas do governo, biotecnologia, trangênicos e lixo, que também é um assunto recorrente no exame.A prova abordou temáticas amplas, que a maioria dos alunos já conhecem. Não houve muitas surpresas e o nível de dificuldade variou de médio a fácil", avalia.

O professor de história do SAS Carlos David destacou a pluralidade de abordagens na prova de ciências humanas. "Foi uma avaliação bastante eclética, que fugiu das polêmicas. Houve duas questões sobre história da África, além de itens sobre a Comissão Nacional da Verdade (CNV) e a Constituição de 1988. Houve um item bastante interessante que abordava o golpe de 64 sob dois pontos de vista: o de alguém que o defendia e o de alguém que o condenava. A prova deste ano segue a mesma estrutura das de anos anteriores", opina.

Os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) podem acompanhar a correção das provas de ciências da natureza e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias ao vivo, pelo site do Sistema Ari de Sá e também pelo Eu, Estudante. Até as 20h30, os professores disponibilizarão a resolução das provas além de comentários em vídeo. O gabarito oficial, feito pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), será divulgado até quarta-feira (12).
Tags:

publicidade

publicidade