SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudante do DF tira 980 na redação do Enem

Na preparação, a jovem lia livros, jornais e revistas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/01/2015 19:57 / atualizado em 20/01/2015 20:21

Divulgação/Inep
A redação nota 980 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014 é motivo de orgulho para Kamilla Mariana Martins Rodrigues, 17 anos, sobretudo porque o bom desempenho no restante da prova pode lhe garantir a desejada vaga em medicina na Universidade de Brasília (UnB) ou na Fundação Universidade Federal do Rio Grande (Furg), no Rio Grande do Sul, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). "A redação sempre foi uma preocupação para mim porque sei que ela é decisiva." Em Linguagens, códigos e suas tecnologias, Kamilla tirou 790.

 

Na prova de Ciências humanas e suas tecnologias, 780. Já nas questões de Matemática e suas tecnologias, a estudante tirou 750, além da pontuação de 800 na área de Cências da natureza e suas tecnologias. Kamilla terminou o ensino médio no Centro Educacional Leonardo da Vinci de Taguatinga e diz que contou com o incentivo de professores, além do apoio da família para se sair bem no exame. Apaixonada por literatura modernista, Kamilla também apostou em livros de autores como Machado de Assis e na leitura de jornais e revistas para se sair bem.

"Faço o Enem como treineira desde 2012, mas comecei a me preparar para valer a partir do 2º ano do ensino médio, em 2013. Tentava revisar minhas provas e aprender com os próprios erros. Foi a partir da metade do ano passado que comecei a dedicar mais do meu tempo à redação, tentando expandir o campo lexical que já possuía para evitar repetir palavras na hora da prova", revela.

Prática

Divulgação
Kamilla conta que sempre teve textos bem avaliados. Para se aprimorar, escrevia, no mínimo, três redações por semana, além de ler muitos jornais para se atualizar. A estratégia deu resultado. "Comecei com cerca de 658 na redação. Em 2013, tive 740. E em 2014, consegui 980 pontos em um texto com tema difícil: publicidade infantil no Brasil. Foi uma surpresa. Não esperava esse assunto, mas não foi um surto total. Sabia que tiraria uma boa nota, pois havia me preparado por um longo tempo. O que talvez mais me ajudou a melhorar na escrita foi ler as melhores redações de seleções da Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular). Eu lia e relia todas elas observando a gramática e, principalmente, os argumentos, que sempre citavam algum sociólogo, filósofo ou escritor que eu pesquisava para utilizar na minha redação. Em um dos meus argumentos na redação do Enem de 2014, eu citei Zygmunt Bauman, sociólogo", conta.
Divulgação

publicidade

publicidade