SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

De olho na Copa de 2014

Em inglês, francês ou espanhol, quase 60 jovens do Centro Interescolar de Línguas, voltado para alunos da rede pública, atuam como voluntários na recepção aos turistas na Praça dos Três Poderes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/07/2012 09:20

Alunos do Centro Interescolar de Línguas (CIL) 2, da Asa Sul, participam da primeira edição do Férias na Praça, iniciativa inédita com objetivo de preparar guias turísticos bilíngues para eventos esportivos, como a Copa do Mundo de 2014. São quase 60 estudantes de escolas públicas, com idades entre 14 e 22 anos, voluntários para recepcionar estrangeiros no Espaço Lucio Costa, na Praça dos Três Poderes. Lá, eles repassam informações sobre a fundação, o mapa, a estrutura e outras características próprias da capital do país, tudo em inglês, espanhol ou francês.

A estudante de administração Adriana da Luz, 18 anos, sai cedo de Águas Lindas (GO) e paga a passagem de ônibus do próprio bolso para chegar ao trabalho às 9h. Essa rotina se repete em turnos alternados de 10 a 31 de julho, tempo de duração do projeto. “Estudo inglês no CIL há dois anos e aqui já recebi turistas da Inglaterra e da Austrália. É muito bom praticar o idioma com nativos”, conta. “Agora, pretendo recepcionar estrangeiros durante a Copa”, ambiciona Adriana.

Antes disso, os estudantes passaram por um treinamento com aulas sobre cultura, comportamento, futebol, economia, política, geografia e história do Brasil e dos principais países dos jogos mundiais, além de turismo em Brasília. O morador de São Sebastião Jhonata Fonseca, 19 anos, comenta o aprendizado sobre a cidade e os idiomas: “Eu não sabia tanta coisa assim sobre Brasília, tive que estudar e pesquisar para explicar aos visitantes. Estudo inglês há três anos e espanhol há um semestre. Eu me surpreendi, não imaginava que fosse conseguir falar tantas coisas assim nessas línguas”.

A pré-vestibulanda da Candangolândia Bianka Oliveira, 17 anos, é uma poliglota. Além de português, domina inglês e espanhol e estuda francês. “Já guiei, em espanhol, gente do Uruguai, da Espanha, do Equador e da Colômbia. E, em inglês, recebi franceses, alemães, japoneses, americanos e chineses”, enumera Bianka, orgulhosa do trabalho turístico.

E toda essa satisfação os alunos relatam em diário coletivo do projeto Férias na Praça, em que cada um dos guias iniciantes escreve sobre sua experiência. Os turistas também deixam mensagens de carinho e agradecimento nas páginas. “É muito divertido, eles interagem com a gente, tiram dúvidas. E quando escrevem no caderninho, a gente tem uma satisfação muito grande, fica uma lembrança do que aconteceu”, acrescenta a estudante.

Ana Paula Maia, 20 anos, mora em Planaltina, estuda relações internacionais e comemora a chance de praticar inglês. “Essa é uma boa oportunidade porque, além de praticar o idioma, tenho contato com outras culturas”, conta. Já Stefani Andressa Coimbra, 18 anos, estudante de engenharia civil e moradora de Valparaíso, fala sobre os desafios do trabalho: “Às vezes, a gente tem dificuldades para explicar termos próprios de Brasília, como Eixo e Esplanada, mas os turistas são pacientes e repetem se a gente não entende algo que eles falam. Enfrentar essas dificuldades com certeza me ajudou porque agora tenho liberdade para falar em inglês”.

sonobrrasil
No Espaço Lucio Costa, os guias Adriana, Johnata, Stefani, Andressa, Bianka e Ana Paula: intercâmbio cultural

Ações

O projeto Férias na Praça é uma parceira das secretarias de Educação e Cultura do Distrito Federal. O projeto é apenas uma das ações do programa Gol de Educação, que prepara estudantes para serem guias em grandes eventos. A expectativa é de que todos os oito Centros Interescolares de Línguas (veja Quadro)— que ensinam idiomas para alunos de escolas públicas — iniciem ações para estimular os alunos a atuarem no turismo de Brasília, não só para eventos internacionais.

“O objetivo é que, a partir de agora, os alunos do CIL venham a ser guias em diversos pontos de Brasília”, acrescenta Letícia Teles, diretora do Gol de Educação. E a ideia do Férias na Praça só surgiu depois que Letícia se reuniu com Jussara Almeida, diretora do Centro Cultural Três Poderes — área da qual fazem parte o Panteão da Pátria, o Espaço Lucio Costa e o Museu da Cidade. “Brasília precisa de guias para estrangeiros. E esses meninos precisam praticar o idioma. É ótimo para os alunos. Aqui, eles passaram por um treinamento maravilhoso sobre Brasília e sobre turismo”, disse Jussara. E são as duas, Letícia e Jussara, que bancam o lanche e o almoço dos guias voluntários. “Cada um tem que fazer a sua parte, senão projetos como esse não avançam”, conclui Letícia.

Eventos internacionais
O Gol de Educação é um projeto da Secretaria de Educação do Distrito Federal iniciado em 2010 para incentivar a atuação voluntária de alunos dos Centros Interescolares de Línguas a atuarem na Copa de 2014, na Copa das Confederações e outros eventos esportivos. Até agora, 2.014 alunos e 130 professores de inglês, espanhol e francês estão interessados no trabalho turístico voluntário. A parceria vai oferecer aos estudantes a chance de praticar o idioma que estudam, enquanto trabalham com turistas de diversos países que estarão em Brasília. Os interessados no trabalho voluntário têm aulas não só de idiomas, mas também de conhecimentos específicos para atender os visitantes.

Maquete subterrânea
Para chegar ao Espaço Lucio Costa, é preciso descer alguns degraus e alcançar uma área subterrânea da Praça dos Três Poderes. Lá está uma grande maquete de Brasília de 179m². A representação da cidade, conhecida como Maquete Tátil, traz legendas em braile para os deficientes visuais, e as paredes são cobertas por painéis com cópias do projeto do Plano Piloto e fotos da construção e da inauguração da capital. Além das quadras das Asas Sul e Norte, é possível visualizar o Lago Paranoá, o Eixo Monumental, o Sudoeste e a Octogonal. O espaço, inaugurado em 1992, é aberto diariamente das 9h às 18h e recebe cerca de 12.500 turistas por mês. Informações: 3325-6163.

59 Total de integrantes do projeto Férias na Praça

Onde estudar


Existem oito Centros Interescolares de Línguas no Distrito Federal. Eles oferecem aulas gratuitas de inglês, espanhol, francês, japonês e alemão para 32 mil alunos. A cada semestre, matrículas são abertas para qualquer aluno da rede pública. Saiba quais são eles:

» CIL 1 – 907 Sul, Brasília. Informações: 3901-7619
» CIL 2 – 611/612 Sul. Informações: 3901-7619
» CILT – QSB 2 Área Especial 4, Taguatinga Sul. Informações: 3901-6771
» CILC – QNN 13, Área Especial, Ceilândia. Informações: 3901-3746
» CILG – QE 7 s/n, Área Especial 2, Guará 1. Informações: 3381-0159
» CIL Gama – Área Especial Entrequadra 16/18, Setor Central, Gama. Informaçoes: 3901-8111
» CILB - Quadra 2, Área Especial nº7, Setor Tradicional, Brazlândia. Informações: 3901-3671
» CIL Sobradinho – Quadra 11, Área Especial Reservada 1, Sobradinho. Informações: 3901-4099
Tags:

publicidade

publicidade