SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação para salvar vidas

Semana Nacional de Trânsito, no Parque da Cidade, segue até domingo com palestras, oficinas e apresentações teatrais voltadas para crianças e adultos. Programação paralela prevê blitzes educativas pelo DF

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/09/2012 08:00 / atualizado em 19/09/2012 13:04

A aposentada Maria da Conceição do Nascimento, 74 anos, nunca dirigiu. Ontem, porém, deixou sua casa em Ceilândia, logo cedo, e partiu em direção ao Parque da Cidade para participar do primeiro dia da Semana Nacional de Trânsito 2012. Ao lado das colegas de ginástica, ela visitou as diversas atrações do evento e assistiu às explicações sobre as normas de trânsito com bastante atenção. Tudo para se tornar uma pedestre mais consciente. “A nossa vida é que está em jogo”, ressalta a senhora.

Com o tema “Não exceda a velocidade. Preserve a vida”, o evento, no Pavilhão de Exposições do parque, segue até domingo. O objetivo é conscientizar para reduzir mais o número de mortes no trânsito. De janeiro a agosto deste ano, houve queda de 15% dos óbitos e de 11% nos acidentes fatais, na comparação com o mesmo período de 2011. Nos oito primeiros meses do ano passado, foram registradas 322 mortes em 290 ocorrências. Em 2012, os índices caíram para 275 mortes em 259 colisões. A redução da violência no trânsito é atribuída pelo Departamento de Trânsito do DF (Detran) às operações para evitar que motoristas consumam bebidas alcoólicas e dirijam, entre outras ações em parceria com demais órgãos de segurança.

Além da programação no parque, com entrada gratuita, o Detran vai realizar, ao longo desta semana, uma série de ações nas vias do DF. Estão previstas blitzes educativas no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), no Gama, em Taguatinga, em Ceilândia e em Itapoã. Também haverá apresentações de repentistas em bares e restaurantes. “No início, o pessoal fica com medo, acha que a gente vai multar todo mundo. Mas essas ações são educativas, a intenção não é punir ninguém”, esclarece o educador e coordenador de atividades lúdicas da Semana Nacional de Trânsito, Abder Paz.

Abertura Com a presença do secretário de Segurança Pública, Sandro Avelar; do diretor-geral do Detran, José Alves Bezerra; e de autoridades da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, a feira teve início na manhã de ontem com vários discursos sobre a importância de se respeitar a legislação vigente. “Não podemos esquecer que o trânsito é o maior responsável pela perda de vidas no nosso país e que só é possível mudar com o comprometimento da população”, declarou Bezerra durante a solenidade. “Nós trabalhamos para reduzir a violência no Distrito Federal. E a violência no trânsito é parte disso também”, completou Avelar.

O fato de o Distrito Federal ter atingido, pela primeira vez, o índice de três óbitos no trânsito a cada 10 mil veículos — taxa considerada aceitável pela Organização das Nações Unidas (ONU) — foi comemorado pelas autoridades. “Somos uma das poucas unidades da federação a conseguir isso”, comentou o secretário de Segurança Pública. “Brasília está de parabéns. Mas nós não podemos nos acomodar.”

Na tentativa de humanizar o trânsito na capital, a Semana Nacional promove atividades educativas para diversas faixas etárias, incluindo o público infantil e o idoso. O diretor-geral do Detran-DF explica: “As crianças são nossos grandes parceiros, elas fiscalizam os pais. Já os idosos, pelas próprias dificuldades que a idade impõe, são aqueles que mais se envolvem em acidentes. Por isso, a preocupação com esses dois grupos”.

Para atrair a atenção de crianças e adultos, a feira conta com bonecos gigantes, peças de teatro, tabuleiros em forma de vias públicas e até mesmo uma minicidade. Tudo montado com o intuito de sensibilizar a população sobre a importância de obedecer a sinalização e utilizar adequadamente as ciclovias e as faixas de pedestre. Uma lição que o pequeno Thiago Santos, 7 anos, aprendeu bem. Aluno da Escola Classe 410, o garoto foi levado ao evento pela professora e se divertiu com as várias atividades lúdicas oferecidas pelos instrutores da feira. No final da brincadeira, garantiu que vai ter mais atenção quando estiver transitando pelas ruas de Samambaia, onde mora. “Aprendi que tem que dar sinal de vida quando for passar na faixa”, diz o menino. 

Motociclistas recebem dicas
Parte dos eventos da Semana Nacional de Trânsito será voltada aos adeptos dos veículos com duas rodas. A Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) oferecerá atividades gratuitas para motoqueiros e motociclistas do Distrito Federal, de hoje a sexta-feira, no estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha. Os condutores que comparecerem ao MotoCheck-Up receberão orientações sobre educação de trânsito e dicas de segurança. O alerta serve para evitar que mais acidentes e mortes ocorram nas pistas do DF. O último levantamento do Departamento de Trânsito (Detran-DF) contabiliza que 123 pessoas perderam a vida após se envolverem em acidentes com motos na capital do país em 2011.

De acordo com a Abraciclo, em um intervalo de 10 anos, a frota de motocicletas em Brasília cresceu quase quatro vezes. Em 2002, havia 42 mil unidades circulando pelo DF. Este ano, o número saltou para 157 mil. Segundo o Detran, de cada 10 condutores de moto, quatro não têm habilitação para conduzir esse tipo de transporte. As pessoas que passam pelas aulas não saem preparadas para pilotar. Temos que mudar a forma como se tira a carteira. Muitos, por exemplo, nem sabem frear. Acho que falta também uma campanha educativa, acredita o presidente do Sindicato dos Motociclistas Profissionais do DF (SindMoto), Reivaldo Alves.

O presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, afirmou que um dos grandes problemas encontrados pelos mecânicos durante avaliações nos veículos está relacionado aos freios. Os freios têm desgaste natural, por isso, há a necessidade de se fazer mais manutenções, explicou Fermanian. Durante o evento, os usuários de motos terão a oportunidade de receber a avaliação das condições mecânicas de 21 itens do veículo.

Durante o MotoCheck-Up, também haverá a entrega de vale-troca de óleo completa para os condutores. O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) também participam do evento, que começa às 9h e vai até as 16h30. 

Tags:

publicidade

publicidade