SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Dois em um

Com foco nos negócios, Dell apresenta ultrabook conversível e tablet com bateria intercambiável, com até 20 horas de duração, voltados para o mercado corporativo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/03/2013 19:00 / atualizado em 26/03/2013 12:02

São Paulo — Não é um tablet nem um notebook. O ultrabook conversível XPS 12, lançado pela Dell é uma mescla dos dois. O equipamento tem tela touchscreen com uma tecnologia de display rotativo que permite o uso como uma prancheta digital ou um laptop, com todo o conforto do teclado. Além dele, a fabricante lançou o tablet Latitude 10, primeiro com Windows 8, voltado ao mercado corporativo. Há três versões — Lite, Standard e Security —,que oferecem diferentes recursos de segurança, como leitor biométrico. As novidades do portfólio marcam o investimento da marca na tendência mundial de Bring your own device (Byod) — uso de dispositivo pessoal no trabalho — desenvolvendo produtos que sejam facilmente incorporados às redes corporativas, mas que integrem ferramentas que facilitem a gestão e a segurança da informação.

Raymundo Peixoto, diretor-geral da Dell Brasil, ressaltou que a companhia esforça-se para ser uma empresa end-to-end (de ponta a ponta), que oferece o hardware, mas também o software, serviços de consultoria de TI, soluções de armazenamento, gerenciamento de dados etc. Para isso, ao longo dos últimos quatro anos, a Dell adquiriu 21 empresas. Nenhuma aquisição foi para ganhar mercado, mas baseadas em propriedade intelectual. Assim, a companhia passou a oferecer o Kace, software que gerencia sistemas dentro de empresas de forma simples, transparente e automatizada. “Tecnologia por si só não paga a conta. É preciso agregar valor para o cliente”, afirma Peixoto.

O diretor ressaltou que a empresa vem apostando na tendência de consumerização (uso de dispositivos pessoais no trabalho). Para ele, as pessoas tinham medo desse conceito porque ele representava uma ameaça ao mundo corporativo, afinal informação é um dos principais ativos de uma empresa. “Nossa proposta é fazer esse sistema funcionar. Não existe um mundo claro que defina pessoa física ou jurídica. As empresas passam a navegar de um para outro, não há retorno. Isso traz novos desafios”, ressalta.

Segundo ele, já existem 96 milhões de tablets corporativos e a média mundial de dispositivos móveis adquiridos por pessoa é de 3,3. O estudo The envolving worface, em parceria com a Intel, revelou que nos Estados Unidos cerca de 50% das pessoas usam o PC para assuntos pessoais e profissionais. No Brasil, essa marca chega a 74%. “É melhor se preparar para esse novo mercado do que ir contra”, ressalva Peixoto, afirmando que a empresa quer ser pioneira nesse segmento.

Windows 8

Carlos Rabello, gerente de Marketing para Consumidor Final da Dell Brasil, destacou que a companhia separa o público em três tipos de clientes: usuários finais, líderes de negócios e administradores de tecnologia da informação (TI). “Isso traz diferentes desafios dentro de uma corporação. Há um conflito entre a satisfação, a mobilidade, os novos dispositivos e a geração de trabalhadores. Em meio a tudo isso, os profissionais de TI precisam garantir a segurança dos dados”, diz.

Para a empresa, o Windows 8 foi a melhor solução para resolver essa zona de conflito entre usuários e administradores de TI. “Com a parceria com a Microsoft, independentemente da categoria de produto, o funcionário terá a mesma plataforma”, esclarece. Apesar disso, a Dell reconhece que, para o sucesso da aposta, o Win 8 é um sistema operacional que ainda precisa ganhar mais mercado, afinal, os consumidores costumam comprar o tablet com mesmo sistema do seu smartphone, terreno hoje dominado pelas plataformas iOS e Android.

Para estimular as vendas do sistema operacional móvel da Microsoft, a Dell lançou dois produtos e garante que haverá novas linhas em breve. O ultrabook conversível XPS12 traz duas possibilidades no mesmo equipamento. Durante o dia, é possível produzir conteúdo com ergonomia e de noite, em casa, você pode se sentar no sofá e usá-lo no modo tablet.

Ele traz conceitos premium, como fibra de carbono, que garante isolamento térmico, e tela touch com Gorilla Glass, material de alta resistência contra quebra e risco. “A Dell não é a primeira empresa a lançar essa categoria, mas nosso design é o único. Quando o ultrabook fecha, o teclado continua protegido. São detalhes que fazem a diferença”, ressalta Rabello. Em comparação com as 20 horas de duração da bateria do Latitude 10, o produto decepciona com suas míseras cinco horas. O gerente explica que a capacidade é proporcional ao consumo de energia do ultrabook, que é maior porque tem alta performance, já que é equipado com um processador i7.

Com baterias intercambiáveis, o tablet Latitude 10 vem com USB tamanho padrão, oferecendo total conectividade com periféricos, como modem 3G, e tem seu próprio dockstation, apesar de ser compatível com outros modelos do mercado. O conector de carregamento é um miniconector USB padrão, similar aos carregadores de celulares. A linha oferece versões com maior controle de segurança, como microSD e leitor óptico. Assim, o mesmo dispositivo pode ser usado por vários profissionais ao longo do dia.

A jornalista viajou a convite da Dell


O terceiro
Segundo a pesquisa do IDC, o Brasil é o terceiro país no ranking mundial de dispositivos. O mercado de tablets vem crescendo a cada trimestre, não há uma sazonalidade de vendas. Cerca de 5,5 milhões de unidades devem ser comprados em 2013, aumento de quase 90% em relação ao ano passado. Enquanto haverá uma queda de vendas de 300 mil desktops neste ano. Quase 50% do volume de pranchetas atuais são os chamados dispositivos xing ling, vendidos por valores abaixo de R$ 500.


Novidades

 

Ultrabook conversível XPS 12

  • Com Windows 8, tem tecnologia de display rotativo, que permite o uso do equipamento em modo ultrabook ou tablet. Tela de 12 polegadas touchscreen Full HD com tecnologia IPS (maiores ângulos de visão). Processador da terceira geração Intel Core i até i7 (3537U), memória de até 8GB. Autonomia de bateria de 5 horas e 51 minutos. Pesa a partir de 1,52kg. Tem apenas 15mm de espessura em sua parte mais fina.
  • Preço: R$ 4.999

 

Tablet Latitude 10

  • Tela multitouch HD LED de 10,1 polegadas com vidro Gorilla Glass e resolução 720p. Tem memória de 2GB e SSD de até 64GB. Autonomia de bateria de até 20 horas. Conectividade com opções wi-fi, Bluetooth e 3G. Pesa a partir de 658g. Vem com porta USB 2.0, entrada microUSB padrão, leitor de cartão SD, conector de dock station e entrada combinada de fone de ouvido estéreo e microfone. Opções com saída mini-HDMI, micro-SIM e caneta stylus.
  • Preço: a partir de R$ 2.299
Tags:

publicidade

publicidade