SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

SOLIDARIEDADE

Para a alegria da criançada

Graças aos recursos obtidos pelo Programa Correio Braziliense Solidário, creche no Gama ganha nova sede, com quatro salas de aula, refeitório e parquinho. Capacidade de atendimento passa de 50 para 80 meninos e meninas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/05/2013 18:00 / atualizado em 22/05/2013 11:30

O Programa Correio Braziliense Solidário inaugurou ontem a nova sede da Creche Espírita Maria de Nazaré, do Centro Espírita Nosso Lar (Cenol), no Setor Central do Gama. A instituição existe há 17 anos, mas a creche funcionava em uma construção precária, sem espaço para as crianças. Na última década, o trabalho do Correio Solidário reuniu recursos para a obra, que levou um ano para ser concluída. Ontem, crianças, professores, comunidade, padrinhos e madrinhas do programa se encontraram para celebrar a nova fase da instituição.

Para a presidente do Correio Solidário, Nazareth Teixeira da Costa, ver a creche concluída é uma grande emoção. “Isso aqui era um barraco, a área de convivência e descanso das crianças era um corredor. As condições eram muito precárias. Nós fomos trabalhando na última década para dar dignidade a essas crianças”, comemorou. O programa auxilia, ainda, 14 creches e um asilo no DF.

Até a reconstrução, o maior número de meninos e meninos recebido pela Creche Espírita Maria de Nazaré havia sido 50. Agora, a capacidade é de 80 crianças. Com quatro salas de aula e turmas nos períodos integral e vespertino, os professores atendem a garotada de até 5 anos. Depois, eles vão para o Cenol, para a continuidade do trabalho. “Tenho netos que estudam em escolas particulares. Ver essas crianças, em sua maioria carentes, atendidas com todo esse conforto não tem preço, é uma alegria imensa”, afirmou Nazareth.

O presidente da creche, Raimundo Nonato Rodrigues, luta pela qualidade do atendimento das crianças desde o primeiro dia de funcionamento da instituição. Para ele, ver o espaço amplo, com parquinho e um refeitório confortável, é a realização de um sonho. “O resultado é muito importante. Esse projeto é muito bonito, fundamental para fazermos um trabalho digno com as crianças. Os pais gostaram muito”, contou Raimundo.

Duas madrinhas do projeto compareceram à inauguração. A aposentada Rita Márcia Machado explicou que o trabalho de voluntariado é angariar fundos com festas, e que comparecer a inaugurações não faz parte da rotina. Para ela, a experiência foi muito gratificante. “O dia foi de ver a colheita dos frutos do projeto, a realização dos sonhos de pessoas da comunidade com essa creche. Foi maravilhoso”, elogiou.
Outra satisfeita era Ana Maria Gontijo, também madrinha do projeto desde o início, em 2003. “É muito gratificante, e acho que toda pessoa que pode tem a obrigação de ajudar. Não só nesse projeto mas em outras iniciativas para ajudar quem precisa. O governo não dá conta de toda essa demanda. Temos que olhar para o outro, e acaba que a gente fica mais feliz do que quem recebe as coisas”, descreveu.

Brincadeiras

A principal alegria das crianças é o parquinho: na sede antiga, o espaço para brincadeiras não existia. Para a menina Ana Beatriz Sousa, 11 anos, essa é uma grande conquista. Ela frequentou a creche desde pequena e atualmente está no Cenol, com crianças da idade dela. “Gostei demais, a nossa vida vai mudar. A gente sai daqui educado”, elogiou. A amiga Lara Sabrina Pereira, 9, estava ansiosa para curtir a principal atração da nova sede. “Gostei principalmente do parquinho, porque não tinha antes”, explicou Lara.

O pequeno Emanoel Silva, 3 anos, mal conseguia esconder a alegria de ter um novo centro de diversões na creche. “Tem roda-roda, cavalinho, casinha com escada para subir e escorregador para descer, balanço para balançar”, enumerou, entre generosas garfadas de bolo. Quando as solenidades se encerraram, o garoto era um dos primeiros na fila para retomar a diversão no espaço.

Tags:

publicidade

publicidade