SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Tecnologia

Guerra de preços

Durante feira de games, Sony anuncia venda do PlayStation 4 para novembro por um valor US$ 100 mais baixo que o do Xbox One

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/06/2013 18:00 / atualizado em 12/06/2013 09:27


O CEO da Sony, Andrew House, apresenta o novo console: tentando fisgar os clientes pelo bolso (Robyn Beck/AFP) 
O CEO da Sony, Andrew House, apresenta o novo console: tentando fisgar os clientes pelo bolso

Confirmando as expectativas, a edição deste ano da Electronic Entertainment Expo (E3) — a mais importante feira de games do mundo, realizada em Los Angeles — conseguiu entusiasmar os fãs dos jogos eletrônicos. E o motivo principal é a guerra entre as grandes empresas para agradar aos clientes, na qual a Sony parece levar a melhor. Na sua conferência, realizada na segunda-feira à noite, a empresa japonesa fez o auditório sorrir ao apresentar mais detalhes de seu novo console, o PlayStation 4, e anunciar um preço mais que convidativo: US$ 399 — US$ 100 mais barato que o maior concorrente, o Xbox One, da Microsoft.

Esse, no entanto, não foi o único ponto elogiado pelos aficionados. Quando o presidente executivo da Sony Computer Entertainment America, Jack Tretton, afirmou que “o PlayStation 4 não vai impor nenhuma restrição sobre jogos usados”, o auditório irrompeu em aplausos. Na prática, isso significa que, se o usuário inserir um disco já utilizado por outra pessoa no console, a máquina não exigirá nenhum check-in pela internet nem “vai parar de funcionar se você não autenticá-lo em 24 horas”, nas palavras de Tretton.

Nesse momento da apresentação, o executivo da Sony sorriu, sabendo que o golpe na concorrência havia sido certeiro. Os pedidos de autenticação são uma das medidas adotadas pela Microsoft que mais merecem críticas. Os fãs dos games argumentam que ela dificulta a troca ou a venda de jogos usados.

Além disso, foi finalmente apresentado o design do novo PlayStation, que vinha sendo mantido em segredo desde que a empresa adiantou algumas configurações em evento realizado em fevereiro passado. Nesse quesito, o aparelho pode não ter causado comoção, mas apresentou uma aparência elegante, com traços retos, mais quadrado que o antecessor.

 
"O PlayStation 4 não vai impor nenhuma restrição sobre jogos usados" Jack Tretton, presidente executivo da Sony Computer Entertainment America
 
Trunfos
A E3 serve como uma espécie de aquecimento dos consumidores para o fim do ano, quando as novidades finalmente chegarão às lojas. Tanto o PlayStation 4 quanto o Xbox One começarão a ser vendidos em novembro. O bom desempenho da Sony em Los Angeles, contudo, não garante que a briga no mundo dos games está ganha. Afinal, a Microsoft tem seus trunfos e um console muito querido pelo público. Hoje, o Xbox 360 é o mais vendido nos Estados Unidos, mas as vendas globais estão quase empatadas com o PlayStation 3.

A empresa fundada por Bill Gates fez sua apresentação na E3 seis horas antes da companhia japonesa. No fim de maio, em uma conferência particular, o design e os novos recursos já tinham sido apresentados: a ideia é fazer com que, mais que um videogame, o Xbox One seja um centro integrado de comunicação, que ligará internet, tevê, jogos, aparelho de som e chamadas telefônicas.

Na feira, a companhia focou principalmente nos jogos que farão parte do novo cardápio, algo que era muito aguardado pelo público. Ao todo, foram anunciados 19 games, com clara aposta em títulos exclusivos, como Dead rising 3 (de zumbis) e Project Spark (ligado ao mundo de RPG). Outros destaques são a versão 2014 de Halo (uma das franquias mais bem-sucedidas da marca), o episódio 5 de Metal Gear Solid (escolhido para abrir a apresentação) e um novo Call of Duty. Além dos títulos, uma arma do Xbox One é a inclusão do sensor de movimentos Kinect, o que pode justificar o preço mais alto para os consumidores.

Para embolar ainda mais o mercado de games, a Nintendo também apresentou suas fichas durante a E3. Como não poderia deixar de ser, a empresa aposta nos seus carismáticos personagens Marios Bros e Donkey Kong. Novos títulos com o gorila e os irmãos encanadores podem fazer com que as vendas do Wii U, abaixo do esperado, ganhem fôlego. Mesmo sem uma conferência própria, a companhia japonesa apresentou em Los Angeles jogos como Super Mario World 3D, Mario Kart 8 e Donkey Kong Country Tropical Freeze.

Briga de gigantes

As apostas de cada companhia durante a feira E3

Sony
» O preço do PlayStation 4 será, nos Estados Unidos, US$ 399, ou seja,
US$ 100 mais barato que o Xbox One. Além disso, o equipamento não terá restrição a jogos usados. Outro anúncio é o Gaikai Cloud Game Streaming, que permitirá ao jogador rodar direto da internet jogos
PS4 ou Vita e alguns clássicos do PS3.

Microsoft
» Depois de apresentar o novo Xbox One em maio como uma verdadeira plataforma multimídia, a empresa se concentrou em apresentar jogos, como Dead rising 3, Project Spark I e a nova versâo de Halo. Membros premium do serviço Xbox Gold terão acesso a dois jogos gratuitos por mês.

Nintendo
» A companhia japonesa pretende alavancar as vendas do console Wii U com uma série de títulos protagonizados por seus personagens famosos. Super Mario World 3D, Mario Kart 8 e Donkey Kong Country Tropical Freeze são alguns dos games anunciados.
Tags:

publicidade

publicidade