SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

RELIGIÃO »

Preparação espiritual

Fiéis de nove paróquias do Distrito Federal recebem, esta semana, cerca de 450 peregrinos estrangeiros que vieram ao Brasil participar da Jornada Mundial da Juventude

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/07/2013 18:00 / atualizado em 15/07/2013 11:07

Mariana Laboissière

Carlos Vieira
A poucos dias da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2013, o maior evento de jovens católicos do mundo — sediado pela primeira vez no Brasil entre 23 e 28 de julho, no Rio de Janeiro — as cidades brasileiras se preparam para o momento que antecede o evento: a Semana Missionária. Na ocasião, as 276 paróquias espalhadas pelo país recebem peregrinos estrangeiros que serão convidados a conhecer os costumes e hábitos locais, além da cultura e também dos pontos turísticos das cidades. Os forasteiros também participam de várias atividades até a data de embarque rumo à Cidade Maravilhosa.

No Distrito Federal não será diferente. Além da Arquidiocese de Brasília, várias igrejas das demais regiões administrativas definiram programação entre hoje e domingo. A capital e demais regiões administrativas vão receber aproximadamente 450 turistas de diferentes partes do globo, como França, Austrália, México, Peru, Venezula e Equador. O objetivo vai além do propósito de facilitar o ingresso desses estrangeiros no país de acolhida. De acordo com representantes do evento, o período serve também para despertar o espírito missionário dos participantes, em especial dos jovens.

Embora a porta de entrada para esses peregrinos seja os templos religiosos, a estadia deles será de responsabilidade de fiéis. No DF, eles se cadastraram previamente para receber os turistas em suas casas. O coordenador da Semana Missionária no DF, padre João Firmino, calcula que esses paroquianos pertençam a mais de nove igrejas diferentes. Segundo ele, o momento é de comunhão. “Esses jovens vão participar de catequeses nas comunidades, adorações e vivenciarão a realidade do país, como na área social. Vão visitar, por exemplo, asilos e creches”, detalhou. Firmino destacou ainda que os passeios turísticos também fazem parte do pacote. “Vamos levá-los a monumentos da cidade, como o Congresso Nacional e a Catedral”, completou.

Seminário
Com o intuito de preparar ainda mais as famílias que irão receber os estrangeiros, a Secretaria de Turismo do Distrito Federal promoveu um seminário voltado a coordenadores das paróquias e de pastorais do DF. Na ocasião, eles receberam informações sobre o potencial da cidade, a cultura, a história e o turismo local. “Vamos multiplicar essa informação, pois queremos acolher essas pessoas da melhor maneira possível”, justificou Firmino ao falar sobre a iniciativa.

Um grupo de aproximadamente 30 equatorianos, da capital Quito, foram os primeiros a chegar ao DF. Eles vão ficar quatro dias a mais na cidade que os demais peregrinos. Por isso, vão revezar a estada em casas de moradores do Varjão e do Lago Norte, numa proposta idealizada por representantes da Paróquia Nossa Senhora do Lago. Outros 40 equatorianos da mesma localidade devem visitar a capital brasileira nos próximos dias para participar da Semana Missionária.

O engenheiro mecânico Andrés Javier Coelho Portilla, 26 anos, está pela primeira vez no Brasil e alimenta a expectativa de ajudar outros jovens a encontrar o “caminho de Deus”. “Temos que entender o que vamos fazer na jornada e saber como viver a fé e partilhá-la com outros jovens”, argumentou. Esta será a segunda vez de Portilla na JMJ. A primeira foi em 2011, em Madri, na Espanha. Atualmente, o rapaz coordena grupos de jovens em uma paróquia de Quito. “O que mais me motiva a participar é a ideia de poder mudar a realidade de alguém por meio da nossa crença”, completou.

PARA SABER MAIS

»  A Semana Missionária, anteriormente conhecida como “Dias nas Dioceses” ou Pré-Jornada, tem o intuito de facilitar o ingresso dos jovens no país de acolhida e preparar as dioceses rumo à JMJ Rio2013. Acontece oficialmente em todo o Brasil entre 16 e 20 de julho. Algumas paróquias realizam a programação entre o intervalo de 14 a 21 de julho por motivos de logística e distância. Em Brasília, ela acontece de 15 a 21 de julho. A semana que antecederá a JMJ 2013 se baseará em espiritualidade, ação social e cultura. Todas estas três faces estão presentes na programação base apresentada às dioceses, por meio do Manual de Instruções para a Semana Missionária.

131
Número de paróquias existentes no Distrito Federal

Ansiedade para a acolhida
Na casa da funcionária pública Rosa Maria Resende Fraga, 54 anos, todos estão ansiosos para receber os visitantes estrangeiros. Eles irão hospedar duas mexicanas no apartamento onde moram, na 316 Sul. Rosa conta que filho irá ceder o quarto para acomodar as peregrinas. Elas chegaram no fim de semana a Brasília e devem permanecer na cidade até o início da Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro.

“Essa acolhida é uma espécie de primeira etapa para o grande evento, pois vamos dividir com o próximo a nossa casa, a nossa alimentação. Assim, vamos preparando o nosso coração para esse momento único em que vamos nos reunir com pessoas de vários países”, comenta Rosa, paroquiana da igreja Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na entrequadra 311/312 Sul.

Embora haja uma programação definida pelo templo religioso destinada aos visitantes, Rosa afirma ter vontade de mostrar pessoalmente a cidade às moradoras do México. “Quero recebê-las com excelência. Para isso, vou levá-las para conhecer vários pontos da capital, como as igrejas, a Esplanada dos Ministérios, a W3 Norte, em que temos o projeto das prateleiras literárias nas paradas de ônibus. Acho que elas vão gostar”.

Como parte da programação da Arquidiocese de Brasília, no sábado, dia 20 de julho, todos os estrangeiros, como as mexicanas recebidas por Rosa e o equatoriano Andrés, vão se reunir aos brasileiros no ginásio do Centro Educacional Católica de Brasília, em Taguatinga. A partir das 14h, cinco atrações musicais se revezam no palco para o momento de adoração (leia Programação). Em seguida, o arcebispo de Brasília, Dom Sergio da Rocha, e outros sacerdotes celebram a missa de envio. A expectativa é de que cinco mil pessoas participem do evento.

"Vamos preparando o nosso coração para esse momento único"
Rosa Maria Resende, que recebe duas mexicanas em casa
Tags:

publicidade

publicidade