SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

EMPREENDEDORISMO »

Feira apresenta oportunidades de negócios

Versão 2013 de evento para micro e pequenos empresários reúne 50 ramos em crescimento no DF. Estudo do Sebrae aponta sustentabilidade e inovação como eixos de investimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2013 12:56 / atualizado em 18/08/2013 12:57

Breno Fortes
Se você pretende abrir um negócio no Distrito Federal, o momento é ideal para investir em sustentabilidade e inovação. É o que aponta levantamento feito pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) da cidade. Ramos como startup de jogos, comércio on-line de produtos orgânicos, marcenaria verde e cuidadoria de animais estão entre as 50 oportunidades de negócios que, de acordo com o estudo, têm potencial para crescer (veja quadro abaixo).

“Percebemos que inovação e sustentabilidade eram assuntos que o empreendedor do Distrito Federal sempre quis entender e, por isso, levantamos quais são as oportunidades que estão surgindo e que têm potencial para crescer”, comenta Auxiliadora França, gerente de Atendimento Coletivo do Sebrae DF. O estudo considerou fatores como potencial de demanda, ciclo de vida e concorrência para mapear os principais eixos de atratividade nas áreas de empreendedorismo individual, comércio, agronegócios, indústria e serviços.

Uma ótima oportunidade para saber mais sobre o assunto e conhecer as melhores áreas para se investir no Distrito Federal é a Feira do Empreendedor 2013 (leia Anote aí). Para o superintendente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Distrito Federal e Entorno (FACIDF), Luiz Carlos de Souza, o mercado brasiliense tem exigido que os empreendedores invistam em sustentabilidade e inovação. “O DF, por sua natureza de capital administrativa, possui um alto contingente de pessoas com nível superior, o que faz com que o empresário repense seus investimentos. Ele precisa manter um negócio que seja inovador, mas que preserve uma relação de respeito com a natureza”, considera.

Anote aí
A Feira do Empreendedor ocorre entre os dias 21 e 24 de agosto, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O evento é direcionado para produtores rurais, potenciais empresários, microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas. Serão oferecidas 25 oficinas e 244 palestras sobre sustentabilidade e inovação. A programação da feira
está disponível no site www.feiradoempreendedordf.com.br.

Conheça 15 ramos em crescimento no DF

» Marcenaria verde: produção de móveis, revestimentos e objetos decorativos utilizando madeira reflorestada, reaproveitada de resíduos obtidos em demolição ou da construção civil.

» Start-up de jogos para celular: empreendimento voltado para desenvolvimento de jogos compatíveis com smartphones e tablets.

» Salão de beleza masculino: prestação de serviços de estética e saúde (de corte de cabelos e pelos a manicuro e pedicuro) exclusivo para homens.

» Salão de beleza infantil: prestação de serviços de corte e beleza voltado para crianças até 12 anos. É fundamental que haja qualidade nos produtos utilizados e no funcionamento das instalações.

» Comércio on-line de produtos orgânicos: loja virtual para comercialização de produtos orgânicos, como grãos embalados a vácuo, farinhas e massas. A comercialização de frutas e hortaliças in natura é inviável devido à perecibilidade.

» Comércio de biojoias: manufatura e venda de joias e acessórios compostos por elementos da fauna e flora brasileiras (exceto as espécies em extinção), de forma integral ou mesclados com outro e prata.

» Cuidadoria de animais: tem como objetivo a prestação de serviços de cuidador de animais. Esse serviço oferece passeio, banho (cuidado com pelo, unhas e orelhas), além da tosa de algumas raças de cães dentro do padrão.

» Fornecimento de refeições em domicílio: o empreendimento funciona como um delivery de alimentos funcionais ou saudáveis. As refeições são compostas por alimentos frescos, naturais e orgânicos, adequadas, também, aos hábitos alimentares dos consumidores.

» Casa de sucos: empreendimento destinado ao preparo e ao comércios de sucos naturais, sanduíches e salgados no próprio local, com preferência para insumos orgânicos.

» Padaria sustentável: fabricação de panificados e produtos de confeitaria de maneira sustentável no próprio local, bem como a comercialização de alimentos orgânicos, de preferência certificados.

» Fábrica de sapatos ecológicos: fabricação de calçados femininos e masculinos respeitando a ecologia industrial (prevenção da poluição e produção mais limpa), além de conceitos como ecodesign.

» Produção de ervas medicinais: produção e comercialização de chás, ervas e culturas aromatizantes. A riqueza da diversidade vegetal brasileira contribui para que a utilização de plantas medicinais seja considerada uma área estratégica para o país.

» Agroindústria de doces e frutas: beneficiamento de frutas orgânicas para produção de doces em calda. O empreendimento deve ser orientado à ecologia industrial, evitando a poluição e tornando a produção mais limpa.

» Cosméticos ecologicamente corretos: comércio varejista de artigos de perfumaria e cosméticos produzidos de maneira sustentável e ecologicamente correta.

» Pequenas construções e reformas sustentáveis: prestação de serviços de construção civil com preceitos sustentáveis, para a realização de obras de pequeno porte. Para o empreendimento, é preciso adquirir equipamentos e ferramentas mais leves, práticos e mais econômicos.

 

Tags:

publicidade

publicidade