SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

OMS »

Estado de emergência contra a poliomielite

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/05/2014 17:00

O talibã dificulta a vacinação de crianças no Paquistão, que vive uma epidemia da pólio  (Marai Shah/AFP) 
O talibã dificulta a vacinação de crianças no Paquistão, que vive uma epidemia da pólio

A propagação da infecção pelo poliovírus selvagem já é considerada pelas autoridades uma emergência de saúde pública. O alerta foi feito ontem pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em decorrência do aumento do registro de casos de poliomielite neste ano. “Constitui um ‘acontecimento extraordinário’ e um risco a (…) outros Estados para os quais a resposta internacional coordenada é essencial”, ressalta o relatório emitido pela entidade.

As conclusões partem de um encontro realizado na semana passada entre consultores, membros do Comitê de Emergência da OMS e representantes dos países afetados pela epidemia: Afeganistão, Camarões, Guiné Equatorial , Etiópia, Israel, Nigéria, Paquistão, Somália e República Árabe da Síria. As nações participantes apresentaram relatórios sobre a evolução dos casos da doença e, segundo o Secretariado da OMS, a situação está em contraste com a quase cessação da propagação internacional do poliovírus selvagem de janeiro de 2012 até a baixa estação de transmissão registrada em 2013 (de janeiro a abril). “Se nada for feito, essa situação pode resultar na falha em erradicar globalmente uma das mais graves doenças evitáveis por vacinação do mundo”, alerta o documento.

No fim de 2013, 60% dos casos de pólio foram resultantes da disseminação internacional do poliovírus selvagem. Não havia evidência crescente de que os viajantes adultos contribuíram para essa disseminação. Durante a época de baixa transmissão deste ano, houve disseminação internacional do poliovírus selvagem por três dos 10 países atualmente infectados: na Ásia central (do Paquistão para o Afeganistão), no Oriente Médio (da República Árabe da Síria para o Iraque) e na Central África (de Camarões a Guiné Equatorial).

Agora, as consequências da maior propagação internacional são particularmente graves dado o grande número de países livres do vírus, mas envolvidos em conflitos, condições que podem comprometer seriamente os serviços de vacinação de rotina, elevando o risco de reinfecção. No Paquistão, o talibã ataque equipes de vacinação com a justificativa de que integrantes podem ser espiões ocidentais.

 Toda a América Latina foi certificada pela OMS como livre do vírus da poliomielite. A doença altamente contagiosa afeta principalmente crianças com menos de 5 nos e pode causar paralisia em algumas horas. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é um serviço básico oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e está disponível durante todo o ano nos postos de saúde, na vacinação de rotina. Além do esquema básico — as três doses de rotina —, a criança de até 5 anos tem de tomar todos os anos as duas doses da campanha. (BS)
Tags:

publicidade

publicidade