SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Coronel da PM: modelo proibicionista não trouxe resultados positivos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/08/2014 17:28

Agência Senado

Edilson Rodrigues/Agência Senado
[Em audiência sobre sugestão popular de projeto para a regulamentação da produção e comércio da maconha, o coronel Jorge da Silva, ex-chefe do Estado Maior da Polícia Militar do Rio de Janeiro, disse que o atual modelo proibicionista de combate às drogas não deu resultados positivos.

Segundo ele, em vez de proteger, o modelo atual "massacra" a juventude. As populações mais pobres são as principais vítimas da violência por parte de traficantes e policiais, ressaltou.

O outro convidado da audiência, Nivio Nascimento, do programa Estado de Direito do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC), ressaltou que é preciso buscar equilíbrio entre ações destinadas à diminuição da oferta e à diminuição da demanda. Por isso, defendeu atuação mais intensa nas áreas de educação e tratamento e reintegração social de usuários.

Depois da fala dos dois convidados, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), que é relator da sugestão (SUG 8/2014) e preside os trabalhos, abriu a palavra aos demais presentes.
Tags:

publicidade

publicidade