SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Paixão de beija-flor

Observador de passáros transformou a admiração em livro que reúne imagens de todo o ciclo de vida dessas aves, da descoberta dos ovos ao primeiro voo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/05/2015 11:28 / atualizado em 01/05/2015 11:32


Depois da aposentadoria, Tancredo Maia passou a se dedicar a fotografar a rotina dos pássaros (Zuleika de Souza/CB/D.A Press)
 
Depois da aposentadoria, Tancredo Maia passou a se dedicar a fotografar a rotina dos pássaros

 (Tancredo Maia Filho/Divulgação)
 

 (Tancredo Maia Filho/Divulgação)
 

 (Tancredo Maia Filho/Divulgação)
 

 (Tancredo Maia Filho/Divulgação)
 


A paixão de um observador de pássaros virou livro. Após se aposentar, em 2009, o arquiteto formado pela Universidade de Brasília (UnB) Tancredo Maia Filho, 68 anos, desenvolveu uma profunda admiração pelas aves. O resultado do trabalho, registrado pelas lentes de sua máquina digital, foi o livro Nasce um beija-flor, que será lançado na próxima semana. Na obra, ele apresenta o ciclo de vida de beija-flores, que dura dois meses.

Nascido em Rio Branco, Tancredo foi criado em uma cidade chamada Cruzeiro do Sul, onde brincava às margens do rio Juruá. Viveu ali dos 3 aos 10 anos de idade. Foi nessa região que ele aprendeu que a natureza é mágica, sábia e incrivelmente transformadora. Aos 16 anos, em 1963, desembarcou em Brasília. “A infância no Juruá me ensinou muitas coisas. Me abriu os olhos para a possibilidade de aproveitar e admirar aquilo que a natureza tem a oferecer e, acima de tudo, a ser humilde frente a ela. Por isso, hoje, eu me sinto um privilegiado”, relata Tancredo.

Casado, com três filhos e quatro netos, ele buscava um novo ofício para os seus dias de aposentadoria. Com apenas uma escada e uma máquina fotográfica em mãos, encontrou, numa manhã ensolarada, enquanto catava folhas secas para modelos de xilografias, um ninho de beija-flor com dois ovinhos, no Parque Olhos d’ Água, na 413/414 Norte.

A partir daquele dia, o observador passou a acompanhar, diariamente, todas as manhãs, a rotina daqueles pássaros — da descoberta dos ovos até o primeiro voo. “Acompanhei 16 dias de incubação, depois a fase de crescimento dos filhotes, até o voo inaugural”, lembra Tancredo. “A experiência foi tão marcante que, a partir dali, eu passei a admirar não só beija-flores, como também milhares de outras espécies, e me tornei observador”, explica.

As cenas captadas pelas lentes do fotógrafo são cinematográficas. “Foi a descoberta do maravilhoso mundo novo. Era como se eu soubesse que aquela experiência iria preencher todo o meu tempo disponível”, relata.

De acordo com Tancredo, a ideia do livro surgiu depois de uma exposição feita por ele, em parceria com dois grandes amigos, no Olhos d’Água, para apresentar para a população o trabalho. “Todos começaram a cobrar a publicação de um livro. Então, resolvi colocar a vontade, que já existia, em prática”, afirma.

Trabalho em conjunto


Nasce um beija-flor tem concepção e fotos de Tancredo e de outros fotógrafos, texto de Madalena Rodrigues e projeto gráfico de Ribamar Fonseca. “Graças ao casamento perfeito entre esses três profissionais, eu, um observador e fotógrafo de aves, uma jornalista e, um designer gráfico, o livro foi confeccionado”, detalha.

“Por meio de uma narrativa poética, queremos conduzir o leitor pelo intrigante universo dessas aves, seus hábitos e sua fascinante beleza, com foco especial sobre o beija-flor-tesoura, espécie que habita o Centro-Oeste e outras regiões do Brasil”, complementa o autor.

Segundo Tancredo, o livro mudou a concepção de muitas coisas, e até da própria vida. Na opinição dele, a obra responde a questões como: por que essas aves voam tão rápido? Por que suas cores cintilam e mudam como num passe de mágica? Quem são seus inimigos? Como conseguem voar quase mil quilômetros sem escalas e proporcionalmente mais rápido que um avião de caça? “O objetivo é trazer respostas a essas perguntas e ir além do conhecimento científico”, finaliza.


Anote


O quê: lançamento do livro Nasce um beija-flor
Quando: dia 6 de maio (quarta-feira), às 19h
Onde: Café Martinica, na 303 Norte
Autores: Tancredo Maia (fotos), Madalena Rodrigues (texto) e Ribamar Fonseca (projeto gráfico)
Editora: Athalaia Gráfica e Editora
Páginas: 126
Preço sugerido: R$ 45

 

publicidade

publicidade