SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Diz Ministro

Adiamento da reestruturação de escolas em SP é indispensável

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/12/2015 19:19 / atualizado em 04/12/2015 19:21

Agência Brasil

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse hoje (4) que a decisão do governo de São Paulo de suspender a reorganização escolar foi um "recuo que acho indispensável". Em conversa com jornalistas, Mercadante afirmou que o diálogo é muito importante. "Na educação, tudo tem de ter diálogo." Após ocupações de escolas e conflitos entre policiais e estudantes, o governador Geraldo Alckmin voltou atrás e anunciou o adiamento da decisão, que será discutida em cada escola.

 

A reorganização escolar proposta pelo governo de São Paulo, que seria implantada em 2016, geraria o fechamento de 93 unidades. A medida propondo separar estudantes por ciclo escolar (fundamental 1 e 2 e médio) enfrenta resistência de alunos, pais e professores. Mais de 200 escolas foram ocupadas em protesto pela suspensão da reorganização, que afetaria 311 mil alunos. Ontem (3), Ministério Público e Defensoria Pública entraram com pedido de liminar para suspender a medida.

 

"A discussão sobre reestruturação da rede é competência de cada rede", informou Mercadante. De acordo com o ministro, uma mudança como esta "tem de se precedida de muita pesquisa, ainda que haja razão pedagógica, de separar os alunos por ciclo educativo." Mercadante disse ainda que o Ministério da Educação contribuirá no que for possível "para que se alcance uma solução pactuada".

 

publicidade

publicidade