SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação tecnológica

Brasil e Alemanha firmam acordo em energia renovável

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/02/2016 17:40

Portal MEC

Promover o intercâmbio de conhecimento técnico e a capacitação de servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica nas áreas de energias renováveis e eficiência energética. Esses são alguns dos objetivos do memorando de entendimento assinado em janeiro último por representantes do Ministério da Educação e da Agência de Cooperação Internacional Alemã para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ), em Brasília.

 

Em solenidade que contou com a presença da primeira conselheira da Embaixada da Alemanha no Brasil, Kordula Mehlhart, o acordo foi assinado pelo secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, Marcelo Feres, e pelo diretor nacional da GIZ, Wolf-Michael Dio. Entre outros pontos, o documento prevê a realização de eventos de natureza técnica, científica e tecnológica, a melhoria de laboratórios e equipamentos e a assessoria técnica para aprimoramento das matrizes curriculares dos cursos. A iniciativa permitirá que os institutos federais de educação, ciência e tecnologia aprimorem e ampliem a formação de recursos humanos para o mercado de energia limpa.

 

Ao destacar a importância de aproximar as instituições da Rede Federal e o setor produtivo, Feres observou que a rede, por sua capilaridade e pela qualificação de seus pesquisadores, apresenta grande potencial de contribuição.

 

A conselheira Kordula Mehlhart salientou que o acordo firmado faz parte de uma agenda global. “Brasil e Alemanha integram um grupo de países que se comprometeu a enfrentar os impactos provocados pelas mudanças climáticas”, disse. “A busca pela ampliação de fontes de energia limpa nas matrizes energéticas é uma realidade para as próximas décadas.”

 

Para Wolf-Michael Dio, a pauta da energia renovável está presente nos acordos de intenção para cooperação assinados entre a presidenta da República, Dilma Rousseff, e a primeira-ministra alemã, Angela Merkel, em visita recente ao Brasil. Dio também destacou o potencial de geração de emprego e renda que o acordo pode gerar. “Na Alemanha, por exemplo, mais de 300 mil postos de trabalhos foram gerados no setor de energias renováveis”, afirmou. “O mesmo cenário pode ser repetido no Brasil.”

Comitê — As negociações com a GIZ resultam de atuação do Comitê Temático de Formação Profissional em Energias Renováveis e Eficiência Energética.  O grupo foi criado pela Secretaria de Educação Profissional Tecnológica (Setec) do MEC, em parceria com a GIZ, para promover o alinhamento da oferta de educação profissional da Rede Federal ao setor produtivo de energias renováveis e eficiência energética.

publicidade

publicidade