SIGA O
Correio Braziliense

MARCAS NEGóCIOS »

PROPAGANDA - Integração entre profissionais e estudantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/02/2016 15:47 / atualizado em 28/02/2016 15:53

Anelise Wesolowski Molina

Dedicada à busca por reconhecimento e atualização dos profissionais de propaganda, a Associação dos Profissionais de Propaganda do Distrito Federal (APP/DF) foi criada em 2001. Para dar continuidade às ações da entidade, a nova diretoria, que assumiu em outubro do ano passado, promete dar cara nova à instituição, sem deixar de lado os projetos que já têm dado certo. Nesta nova fase, a ideia é unir os vários segmentos da indústria da comunicação para promover o mercado, aproximar os universitários do universo propagandístico e valorizar os profissionais do segmento.


Com origem e sede nacional em São Paulo, a Associação dos Profissionais de Propaganda (APP Brasil) nasceu a partir de uma antiga demanda dos profissionais de propaganda. “A atividade publicitária precisava de uma voz que não se calasse diante dos temas e desafios do negócio publicitário”, explica a presidente da APP/DF, Vanessa Mendonça, 42 anos. Para ela, o diferencial da associação é o desejo de atuar integralmente junto aos profissionais e estudantes de comunicação. “Com muita sensibilidade, mostraremos a relevância da indústria da comunicação no Distrito Federal. Geramos centenas de empregos e damos vida, alma, forma e conteúdo a todo tipo de marca ou produto”, acredita.


Constituída por 24 profissionais com vasta experiência no ramo da comunicação, a diretoria da APP/DF tem trabalhado de maneira conjunta, com o objetivo de estimular a vitalidade da profissão. “Tive a sorte de reunir pessoas incríveis. Unidos de forma absolutamente voluntária, todos estão com o propósito de realizar o nosso planejamento de 2016 de forma colaborativa: com as instituições de ensino, com esferas do poder público e da iniciativa privada”, pontua a presidente.
Com o novo corpo de diretores, a presidente da associação está bastante otimista. Diante das recentes mudanças, ela acredita que 2016 tem todas as condições para ser memorável. “As expectativas são muito positivas. Nosso planejamento está consolidado e, para este ano, estamos com uma programação de eventos muito dinâmica e diversificada, criada para oferecer aos profissionais e estudantes temas que poderão agregar de forma valorosa às suas vidas profissionais”, destaca.
Dessa maneira, a associação trabalha para que publicitários e propagandistas sejam reconhecidos pelo valor que atribuem aos vários tipos de empresas que atendem. “Além de prêmios e reconhecimento pela eficiência de um trabalho realizado, desejamos olhar para o nosso mercado e oferecer oportunidades concretas para a integração entre os alunos das universidades e os profissionais”, ressalta.


Arquivo Pessoal

Um bom exemplo de atividade agregadora foi o Fórum Presidente Criativo — Quão criativos devemos ser para performar em um ano de crise, na última quinta-feira. O evento, realizado simultaneamente na Universidade Católica de Brasília, na Universidade Estácio de Sá e no Centro Universitário Iesb, foi transmitido ao vivo de São Paulo, e contou com palestras de profissionais renomados no mercado da comunicação. No fim, o fórum recebeu um balanço bastante positivo, especialmente dos estudantes de publicidade e propaganda.

Desafios
Os desafios enfrentados pelos propagandistas são muitos, como em qualquer profissão. Por essa razão, é preciso que os profissionais da comunicação se reinventem dia após dia. A presidente da APP/DF acredita que o atual cenário do mercado é de transformação e, por isso, ninguém conseguirá se manter executando as mesmas e exclusivas funções. “Há que se adaptar, recriar e evoluir. É necessária a consciência de que haverá oportunidades para pensar e agir de forma empreendedora, seja lá qual for a função ou área de atuação no rico universo da comunicação”, complementa.