SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Sessão solene reúne representantes dos países de língua portuguesa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/04/2016 18:58

Agência Câmara

Sessão solene no Plenário da Câmara dos Deputados marcou a abertura da VI Reunião da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Com o tema "Paz e Desenvolvimento na CPLP", o evento conta com a participação de mais de 50 parlamentares de Angola, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste, além dos brasileiros.

 

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, destacou em seu discurso de abertura, que a assembleia, criada em 2009, completa sete anos no fim do mês. Ele considera que esse é um bom momento para revisão da trajetória percorrida até agora.

 

"Espero que durante este período que a gestão vai passar para o Brasil, que a gente possa ter a condição de realizar um trabalho à altura do que foi realizado pelo presidente da assembleia nacional de Angola, que fez neste período avanços significativos dentro desse processo de integração, dentro desse processo do objetivo da criação e a continuidade da ALCPLP", afirmou.

 

Renovação de vínculos O presidente da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e presidente da Câmara de Angola, Fernando Piedade dos Santos, destacou a importância da renovação dos vínculos históricos entre os países da CPLP e a importância do Brasil na comunidade. Ele defendeu ainda que a União Interparlamentar, que reúne representantes de parlamentos de países de todo o mundo, adote o português como língua de trabalho.

 

"Lutamos com alguma preocupação que continuamos a não ter a língua portuguesa como língua de trabalho num fórum tão importante como a União Interparlamentar, onde somos membros, tendo em conta que a população da nossa comunidade justifica este estatuto”, declarou.

 

A deputada angolana Cândida Celeste, presidente da Rede de Mulheres da CPLP, destacou as ações de combate à violência doméstica e de promoção de maior participação da mulher na tomada de decisões políticas, bem como a proteção da maternidade nas relações de trabalho. Ela encorajou deputadas a atuarem em seus parlamentos e disse esperar que o resultado da assembleia contribua para o desenvolvimento da mulher nos países do grupo.

 

Próximos temas
Nos próximos dias de reuniões, serão abordados temas como: Desafios e Promoção da Saúde Pública no Âmbito da CPLP; Fortalecimento das Ações de Promoção da Língua Portuguesa com vista à sua adoção como língua oficial em fóruns internacionais, especialmente na União Interparlamentar e nas Nações Unidas; e Flexibilidade Necessária à Livre Circulação de Pessoas na CPLP.

 

Na sessão de encerramento, nesta quinta-feira (6), haverá a aprovação do plano de atividades para o período 2016/2018; a eleição do presidente da assembleia e do primeiro e segundo secretários da Mesa para o período 2016/2018 e a criação do grupo de parlamentares para o Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional da CPLP.

publicidade

publicidade