SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Escola de Governo já ofereceu 6.211 capacitações em 2016

O motorista Antônio Gabriel Bizerra fez o curso de condutores de veículos oficiais, um dos 163 concluídos até sexta-feira (26)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/08/2016 19:27 / atualizado em 30/08/2016 19:33

Toninho Tavares

Há um ano e dois meses, Antônio Gabriel Fernandes Bizerra, de 48 anos, começou a trabalhar como motorista da Escola de Governo. Foi no emprego público que descobriu os cursos oferecidos pela instituição de ensino do governo de Brasília e fez o de condutores de veículos oficiais. “Tinha muita coisa que eu já sabia, mas relembrei e aprendi coisas novas”, diz o servidor.

Bizerra transporta palestrantes, professores e alunos da escola e conta que as aulas o ajudaram a atender melhor às demandas do trabalho. Tanto que ele as recomenda para os colegas. “Vários nem sabiam que a Escola de Governo existia. Avisei para muita gente sobre os cursos, e eles sempre elogiam.”

O motorista é apenas um dos 6.211 inscritos para os 163 cursos ministrados de janeiro até 26 de agosto, entre presenciais e a distância. Até o fim do ano, a previsão é que sejam abertas mais 4,4 mil vagas em 88 modalidades.

Para o diretor-executivo da escola, José Wilson Granjeiro, esse efetivo de servidores qualificados representa o objetivo principal do órgão: tornar o governo mais eficiente para atender a população. “O maior ativo que uma pessoa tem é o conhecimento. O maior ativo da organização é o servidor. Dar qualificação para o servidor é ganhar no atendimento público”, defende.


Cursos disponíveis na Escola de Governo
No momento, a escola tem inscrições abertas para os cursos de elaboração do Plano Diretor de Tecnologia da Informação; educação financeira pessoal; formação para condutores de veículos oficiais; gestão e fiscalização de contratos; Lei Complementar nº 840, de 2011; e treinamento no Sistema Integrado de Controle de Processos. Além desses, há vagas para três palestras — uma de liderança e duas sobre prevenção e segurança do anexo do Palácio do Buriti — e para o 1º Encontro de Gestão de Documentos, Informação e Memória do GDF. Todos são presenciais.

Para se inscrever, o servidor deve entrar na página de cursos da Escola de Governo. Ao clicar no nome da capacitação escolhida, o internauta é direcionado para a ficha de pré-inscrição. No mesmo local, há informações como o objetivo, a carga horária, o conteúdo programático, as datas de início e de término e os horários. O site é atualizado diariamente.


Como se candidatar a ser instrutor ou tutor
Os instrutores e tutores são servidores efetivos com pelo menos três anos de exercício e precisam ter, no mínimo, ensino superior completo. Para se candidatar, os interessados devem comparecer à Gerência de Documentação da Escola de Governo, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, com os seguintes documentos: ficha de cadastramento (no site da escola), carteira de identidade ou carteira de motorista, cadastro de pessoas físicas (CPF), declaração de vínculo funcional e de formação acadêmica ou comprovada experiência profissional na área de atuação, diploma de conclusão de curso de nível superior.

Uma vez cadastrado, o candidato fará uma aula-teste para que o conhecimento e a didática sejam avaliados por servidores da escola. Aqueles que atuam como instrutores e tutores e na elaboração de materiais para os cursos são remunerados com verba do Fundo de Melhoria da Gestão Pública. A instituição de ensino é vinculada à Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão e financiada por ela.


Infraestrutura da Escola de Governo
Com acervo de quase 5 mil livros didáticos, a Escola de Governo tem auditório com 120 lugares, dois laboratórios de informática, 18 salas de aula climatizadas e uma sala de estudo com computadores on-line e ilhas de estudo. Fica no Setor de Garagens Oficiais Norte, Área Especial 1, Quadra 1, próximo ao Museu Nacional do Automóvel.

 

Agência Brasília

publicidade

publicidade