SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Cantor e compositor americano Bob Dylan vence o Nobel de Literatura

A Academia Sueca destacou a contribuição do artista para a tradição do cancioneiro americano, por meio de inovações linguísticas que deixaram marca na cultura global

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/10/2016 12:54

O Prêmio Nobel de Literatura foi dado este ano ao cantor Robert Allen Zimmerman, o Bob Dylan. O anúncio foi feito em Estocolmo, nesta manhã de quinta-feira (13/10). A Academia Sueca destacou que o compositor, pintor, ator e escritor criou novas formas de expressão poéticas no quadro da grande tradição da música americana. Além do prêmio, o vencedor também leva 8 milhões de coroas suecas (US$ 904 mil).

No ano passado, a autora e jornalista da Bielorrússia Svetlana Alexievich, crítica de longa data do regime da União Soviética e, mais recentemente, do governo russo, foi a ganhadora do prêmio. Mais cedo, nesta quinta-feira, Dario Fo, dramaturgo italiano, que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1997, morreu em Milão aos 90 anos.

 

Nascido no estado de Minnesota, neto de imigrantes judeus russos, aos 10 anos Dylan escreveu seus primeiros poemas e, ainda adolescente, aprendeu piano e guitarra sozinho. Começou cantando em grupos de rock, imitando Little Richard e Buddy Holly, mas quando foi para a Universidade de Minnesota em 1959, voltou-se para a folk music, impressionado com a obra musical do lendário cantor folk Woody Guthrie, a quem foi visitar em Nova York em 1961.

Em 2004, foi eleito pela revista Rolling Stone o sétimo maior cantor de todos os tempos e, pela mesma revista, o segundo melhor artista da música de todos os tempos, ficando atrás somente dos Beatles. Uma de suas principais canções, Like a Rolling Stones, foi escolhida como uma das melhores de todos os tempos.

Em 2012, Dylan foi condecorado com a Medalha da Liberdade pelo presidente dos Estados Unidos Barack Obama.
 
Com informações da Agência Brasil e Agência Estado

publicidade

publicidade