SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mulheres se voluntariam para cuidar dos filhos enquanto mães fazem Enem

Iniciativa conta com 230 colaboradoras de 22 estados e do Distrito Federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2016 17:47

Monique Renne/Especial para o CB

 

Conhece alguma mãe que vai prestar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste próximo fim de semana (5 e 6) e que ainda não sabe onde deixar os filhos? O projeto Mães no Enem tem como objetivo auxiliar essas mulheres que precisam de uma cuidadora para ficar com as as crianças no período em que elas estão fazendo o exame. A iniciativa é para ajudar as candidatas que não têm ajuda do pai dos filhos ou da própria família, que são viúvas ou que moram longe de parentes.

A ideia partiu da jornalista Fernanda Vicente, que mora em Santos (SP), com o surgimento de uma corrente nas redes sociais. Ela, então, se dispôs a reunir contatos de outras mulheres que solidarizar. Fernanda só não imaginava que o projeto ia crescer tanto, pois em menos de 24 horas já havia participantes de todo o país. Com esse aumento na adesão, ela criou um cadastro on-line por estado para que as mães pudessem verificar a disponibilidade de uma colaboradora que mora na mesma região. Futuramente, há intenção de desenvolver um aplicativo para agilizar o processo pelo celular.

“É uma questão de sororidade, a gente estende a mão para a outra e percebemos a força que temos para ir adiante com esse ideal. O Enem proporciona a ocupação de espaços acadêmicos que sempre foram nossos, mas que são dominados por um sistema histórico que é machista e patriarcal. Nem toda mulher conta com o apoio para fazer a prova e, assim, conseguir chegar na graduação. Dessa forma, buscamos garantir a qualidade de vida delas e dos filhos. Pretendemos continuar auxiliando mesmo após o Exame, já que as mães vão precisar de tempo para estudar e fazer trabalhos.”

As interessadas que querem se voluntariar precisam ser maiores de 18 anos. Não é necessário ter filhos ou ter experiência em cuidar de crianças, mas é muito importante ter afinidade com elas. Tanto as mães quanto as cuidadoras podem se inscrever no projeto pelo e-mail maesnoenem@gmail.com. As que se dispuserem em ajudar devem preencher um cadastro on-line detalhado e sigiloso, que permanece com as advogadas da ONG Feminaria, que são responsáveis pela assessoria jurídica ao programa. Para garantir a segurança entre as partes, além de declarar com quem moram, as voluntárias devem apresentar dados como RG, CPF, comprovante de endereço e referência pessoal. Quando a mãe encontrar a voluntária, ambas assinarão um termo de responsabilidade.

Formada em letras pela Universidade Federal de Goiânia (UFG), Denise Pimenta, 27, é uma das colaboradoras no Distrito Federal. Ela tomou conhecimento da causa pelo facebook e se colocou à disposição.”Acredito que cuidar de crianças é uma responsabilidade de toda a comunidade e é uma forma de apoiar as mulheres que vão prestar o Exame. Fazer a prova já é um ponto positivo, sem isso elas sequer poderiam ingressar em algum curso superior", ressalta. A moradora da Asa Norte conta que já deu aulas para turmas infantis e que tem facilidade em lidar com os pequenos.

A lista das voluntárias cadastradas e mais informação podem ser conferidas no site.

publicidade

publicidade