Estudante do DF vence 5ª Olimpíada Brasileira de Língua Portuguesa

Professora e escola também ganharam prêmios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/12/2016 16:53 / atualizado em 14/12/2016 20:57

 

Arquivo pessoal

 

A estudante do 3º ano do Centro Educacional (CED) 3 de Brazlândia Ana Karolina Amorim, 18 anos, foi uma das cinco vencedoras da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa, Escrevendo o Futuro na categoria Artigo de Opinião com o texto: “Também, olha a roupa dela”. A professora orientadora Mayssara Reany também recebeu uma medalha de ouro como forma de reconhecimento. No total são 20 ganhadores, cinco em cada gênero literário: artigo de opinião, memórias literárias, crônica e poema. A final, que antes seria em Brasília, ocorreu nessa terça-feira (13) no Auditório Elis Regina, na cidade de São Paulo.



A jovem chegou na “terra da garoa” na manhã da última segunda-feira (12) com a mãe, Cláudia Alves, e com a professora para participarem da cerimônia de premiação dos vencedores regionais. Além de receber um tablet, ela aproveitou para rever amigos que fez no decorrer do concurso e conhecer os autores das outras categorias.

Na terça, dia do anúncio decisivo, Ana Karolina lembra que estava ansiosa e incerta. “É complicado porque são os melhores textos. Então, não sabia se tinha ido bem o suficiente para conseguir uma vaga entre os cinco”. Ela conta que em momentos antes da divulgação,recebeu em seu quarto uma caixinha com bilhetes de amigos, professores e familiares com votos de sorte e positividade. Com tanta energia boa, Ana ouviu o nome dela entre os campeões e, apesar de nervosa, subiu ao palco com a professora para receber o título. “Estava tremendo muito, achei até que poderia ter outra Ana de Brasília”, brinca.

 

Arquivo pessoal


Ela diz que o momento da premiação é muito especial e se sente reconhecida. “A medalha é um símbolo material de um trabalho que eu e a Mayssara temos feito na escola e na comunidade. Esse tema já vem sendo discutido e já vemos uma melhora significativa nessa luta que estamos travando para incentivar as pessoas a escreverem, se posicionarem e se expressarem, pois isso é cidadania”, ressalta. Com o notebook que ganhou nesta última fase, a moradora de Brazlândia cogita a possibilidade de criar um blog para dar vazão às habilidades de escritora.

A orientadora Mayssara Reany se manteve confiante desde o início. “Sempre tive esperanças de que poderíamos vencer. Nosso texto é a expressão de uma alma feminina que luta por igualdade de gêneros. Nossa medalha de ouro é apenas um reconhecimento da importância da discussão desse tema. Quando fomos escolhidas para a final, entre os 38 melhores textos do país, nosso coração se encheu de esperanças. Poderíamos ser campeãs, nosso pensamento sempre foi positivo e a nossa esperança era levar o nome de nossa escola para todo o Brasil. Quando o nome dela foi o primeiro a ser pronunciado na premiação do artigo de opinião, saltamos e demos um grito de alegria", comemora. Aluna e professora receberam um computador, um tablet e uma impressora. A escola, o Centro Educacional (CED) 3 de Brazlândia ganhará dez computadores, impressora, projetor multimídia, telão de projeção e livros para a biblioteca.

Sobre a Olimpíada

Na 5ª edição, a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, promovida pela Fundação Itaú Social em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. O tema escolhido para 2016 foi “O lugar onde vivo”, que incentiva os alunos a estreitarem laços com a comunidade e aprofundarem o conhecimento sobre a realidade, contribuindo para o desenvolvimento da cidadania. Participaram 4.874 municípios, com mais de 50 mil textos inscritos e cerca de cinco milhões de alunos envolvidos nas oficinas realizadas nas quase 40 mil escolas.

Os 152 alunos e professores finalistas, 38 por categoria de inscrição, foram selecionados na etapa regional entre 25 de outubro e 24 de novembro. Depois disso, os textos seguiram para a Comissão Julgadora Nacional (CJN), que, em 5 de dezembro, em São Paulo (SP), selecionou os 20 alunos e professores vencedores desta edição. O resultado foi divulgado na cerimônia de premiação. Estiveram presentes no evento final os 152 alunos e professores finalistas, um familiar ou responsável por cada aluno, além do diretor da escola participante. Mais informações no site.


Confira a lista completa dos alunos vencedores da 5ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro: 

 

Categoria

Aluno

Título

Professor

UF

Cidade

Poema

Bruno Kawã Correia dos Santos

A VALENTIA DE UM RIO

Maria Andreia dos Santos Silva Almeida

AL

Rio Largo

Poema

Angelo Raphael Albuquerque Ferreira

SOVACO DA COBRA

Eliane da Silva Chaves

AM

Manaus

Poema

Ana Leticia Penha Gonçalves

Cidade de Ana

Patrícia Parreira da Silva

GO

Anápolis

Poema

Natália Godinho Amaral

Da minha janela

Marcone Mendes da Conceição

MG

Turmalina

Poema

Jucimara Silva Contreira Santos

Vida de pescador

Irani dos Santos Carvalho

SE

São Cristóvão

Memória Literária

Ketlen Silva de Almeida

Imagens no calor da tarde

Josefa Maria Taborda do Nascimento Silva

AP

Macapá

Memória Literária

Laysa Gilles Guidi

O peso do ferro

Ana Paula Breda

ES

Marechal Floriano

Memória Literária

Giovanna Lucciane de Assis Monteiro Resende

Andorinha de louça

Maria Magali Vale Rodrigues

MG

Coronel Xavier Chaves

Memória Literária

Maria Victória Alves Dos Santos

Ferrovia da saudade

Edilson Moreira Braga

MG

Espinosa

Memória Literária

Amábile Vitória dos Santos

Meu vizinho Nipônico

Aparecida Torres dos Santos Barroso

PR

Ubiratã

Crônica

Yanca Fragata dos Santos

O amanhecer (num dia inqualquer)

Rodrigo de Souza Rocha

AM

Parintins

Crônica

Mayara de Aleluia Pereira

A flor que chegou primeiro

Elisete Tavares

GO

Vianópolis

Crônica

Maria Gottardo Morello

Amanhã eu vou!?

Edson Marianelli Romanha

ES

Governador Lindenberg

Crônica

Giulia Martins Vilela Silva

E LIVRAI-NOS DO MAL

Elizandra Alves Pereira da Silva Souza

MT

Campo Novo do Parecis

Crônica

Ana Heloisa Milani Coelho

O palhaço e o menino

Maria Rosa Briense de Oliveira

SP

Piracicaba

Artigo de Opinião

Ana Karolina Alves Amorim

"Também, olha a roupa dela"

Mayssara Reany de Jesus Oliveira

DF

Brasília

Artigo de Opinião

Brenda de Souza Soares

O Palco Caldas Country além dos shows e águas quentes

Aldenir Chagas Alves

GO

Caldas Novas

Artigo de Opinião

Mauro Marques Canhão Filho

Animal é quem dirige

Larissa Cristina Arruda de Oliveira Benedini

MG

Poços de Caldas

Artigo de Opinião

Paula Floriano de Aguiar

Alguma coisa acontece em sampa

Aline Izabel Alves

SP

São Paulo

Artigo de Opinião

José Augusto Somavilla

A semente do ouro

Gisele da Rocha

RS

Jacuizinho