SIGA O
Correio Braziliense

Após reparos, Escola de Música está pronta para o ano letivo

Teatros, salas, iluminação e som foram revitalizados. A partir de 9 de fevereiro, cerca de 6 mil alunos devem começar as atividades

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/02/2017 19:41

Andre Borges

Instrumentos afinados, pintura renovada, logomarca inédita e acessibilidade. A Escola de Música de Brasília inicia o ano letivo pronta para receber cerca de 6 mil alunos com essas novidades. Desses, 3.042 são dos cursos regulares e os outros estão matriculados no 38° Curso Internacional de Verão, que vai até 22 de fevereiro. Na quinta-feira (9), começam as aulas inaugurais dos turnos da manhã, da tarde e da noite. No sábado (11), a abertura oficial do ano será marcada por um concerto.

 

Em 2017, excepcionalmente, as oficinas de verão e o ano letivo começarão ao mesmo tempo, medida tomada para que as adaptações pudessem ser feitas na unidade educacional. “Com muita responsabilidade, fizemos a mudança para garantir que a escola estivesse em boas condições para alunos e professores”, defende a diretora da instituição, Edilene Abreu. De acordo com ela, os últimos dias antes da chegada dos alunos serão de limpeza de espaços e manutenção de instrumentos.

 

As mudanças foram possíveis por meio de recursos do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (Pdaf) destinados ao 38° Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília, que somaram R$ 1,5 milhão. Entre elas está a construção de uma rampa que liga a Via L2 à escola, o que garantirá acessibilidade.

 

O Núcleo de Tecnologia e Música recebeu tratamento acústico nos estúdios de gravação, como mesa de som, microfone, iluminação e revestimento. Nas salas, foram feitos reparos nos trincos das portas e pequenos ajustes. No auditório com capacidade para 640 pessoas, toda a iluminação do palco foi revitalizada, além de montado equipamento de som e construído um mezanino, útil para controle acústico e de luz. “É emocionante ver este local assim”, observa a educadora.

 

Doze postos desativados da Polícia Militar do DF foram reformados e instalados nas dependências da unidade. A partir deste ano, eles servirão como salas de estudo e de aula, demanda antiga dos alunos. “Tiramos todas as divisórias, limpamos, colocamos a rampa, agora são patrimônio da escola”, conta a diretora. Esses reparos foram possíveis por meio de recursos de emenda parlamentar do deputado distrital Chico Leite (Rede).

 

No sábado (11), o concerto de abertura será no auditório. A entrada é aberta ao público mediante retirada de ingressos, distribuídos uma hora antes do espetáculo. Sobre a programação, Edilene diz que é surpresa, mas adianta que está relacionada aos músicos homenageados neste ano no curso de verão: o brasileiro Tom Jobim, o húngaro Zoltán Kodály e o finlandês Jean Sibelius.

 

Cursos de verão da Escola de Música

As 49 oficinas do 38° Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília serão ministradas por professores do quadro da unidade (248) e por regentes de fora do Brasil, que conduzirão grandes grupos durante as aulas.

 

Entre as oficinas estão técnicas específicas para instrumentos variados, vocabulário jazzístico aplicado, possibilidades de interpretação de ritmos, regência de orquestra e coral, ritmos populares brasileiros, práticas de choro, guitarra, viola de gamba, conjunto e saxofone.

 

Edição: Vannildo Mendes

 

 

Agência Brasília