Encontro

Ministro apresenta ações do MEC a empresários de Pernambuco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/03/2017 19:30

 

O ministro da Educação, Mendonça Filho, participou na tarde desta sexta-feira, 24, de um encontro com empresários do setor industrial de Pernambuco para debater questões relativas à educação básica, profissional e técnica no estado. O encontro foi promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (Fiepe).

 

Mendonça Filho classificou a reunião como uma boa oportunidade para apresentar a agenda da educação a nível nacional e avaliar formas de integrar ainda mais políticas públicas que signifiquem melhoria da qualidade da educação e melhor acesso ao mercado de trabalho. “O jovem que sonha com um emprego, quanto mais qualificado do ponto de vista educacional, mais facilidade terá, inclusive com a educação técnica, que deve ser ampliada cada vez mais com a reforma do ensino médio”, afirmou.

 

O presidente da Fiepe, Ricardo Essinger, destacou que Pernambuco tem uma área forte de educação profissional e técnica e, por isso, era importante conhecer as ações nessa área que podem atender à demanda do setor industrial. “Nós precisávamos saber quais são os programas e dar conhecimento ao ministro do que o nosso corpo técnico pensa para, juntos, avaliarmos onde é preciso melhorar.”

 

Essinger afirmou que a Fiepe tem interagido mais com o setor industrial justamente para atender as necessidades da indústria pernambucana. “Nós precisamos fazer com que os filhos de nossos operários sejam, futuramente, bons profissionais, para que Pernambuco tenha realmente uma mão de obra de alta qualificação”, disse.

 

Reforma

Durante o encontro, o ministro Mendonça Filho defendeu a reforma do ensino médio e destacou que o maior interessado nela é o próprio estudante. “Ele terá muito mais chance e oportunidade de definir o seu itinerário formativo, seu caminho educacional e seu aprofundamento em termos de área de conhecimento, de acordo com sua vontade pessoal e sua vocação”.

Ricardo Essinger também aprovou as mudanças. “O novo currículo da educação básica vai melhorar bastante a parte da produtividade, do conhecimento e do raciocínio dos estudantes”, afirmou. “Educação é a base do desenvolvimento do nosso país.”

 

Programas

O ministro também destacou os programas do MEC que atendem à demanda do setor industrial. “Nós temos o Pronatec, que continua ofertando vagas para a formação técnica, e lançamos, recentemente, o Mediotec, que é a possibilidade de o jovem cursar o nível médio de forma regular durante um período do seu dia e no outro período cursar um curso técnico”, disse. “Nós agregamos a formação de nível médio tradicional com a formação técnica.”

 

Portal MEC