Fórum Mundial da Água

Alunos do CIL participam de atividades preparatórias

Estudantes voluntários recepcionaram os participantes estrangeiros no encontro que ocorreu de 25 a 27 de abril. Os jovens puderam praticar a língua aprendida em salas de aulas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/05/2017 20:05

Um dos maiores desafios de quem estuda línguas é conseguir colocar em prática os idiomas aprendidos. Vinte e quatro estudantes do Centro Interescolar de Línguas (CIL) 2 de Brasília tiveram a oportunidade de, voluntariamente, participar das atividades preparatórias para o 8º Fórum Mundial da Água, de 25 a 27 de abril, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Eles praticaram inglês, espanhol e francês.

 

Uniformizados, os alunos recepcionaram o público estrangeiro, indicaram as salas da programação oficial, deram orientações gerais sobre a cidade e o evento, além de traduzir termos específicos sobre o tema água.

 

A iniciativa partiu de convite feito à Secretaria de Educação do DF pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do DF (Adasa) e pela Agência Nacional das Águas (ANA). Esta é a segunda vez que os alunos participam das atividades preparatórias para o evento mundial. A primeira foi em junho de 2016.

 

Para o coordenador pedagógico central dos Centros Interescolares de Línguas e Língua Estrangeira, da Gerência de Educação Ambiental, Patrimonial, Língua Estrangeira, Arte e Educação, da Secretaria de Educação, Ivo Marçal Vieira Júnior, a experiência de voluntariado para esses alunos é muito rica e dinâmica.

 

“Os estudantes foram preparados com oficinas para se aproximarem do tema e do próprio fórum. Eles receberam qualificação em português e depois tiveram trabalho com foco nas línguas-alvo, para se acostumarem com alguns termos”, explica.

 

A coordenadora de Gestão Ambiental e Sustentabilidade da ANA e Membro do Comitê Executivo do Fórum Mundial da Água, Magaly Vasconcellos, acredita que esta seja a primeira vez que esse tipo de parceria voluntária é usada na história do evento, que está em sua oitava edição.

 

“É uma inovação trazer alunos da rede pública para recepcionar os participantes em inglês, francês e espanhol. Isso se traduz em inclusão social”, diz. Para ela, esse trabalho fará do Brasil referência para as futuras sedes do encontro, que ocorre a cada três anos.

 

Outros três eventos preparatórios ocorrerão em 2017. Para o 8º Fórum Mundial da Água, de 18 a 23 de março de 2018, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a organização espera contar com 200 jovens voluntários de todos os CILs da rede pública.

 

Alunos do CIL destacam a ampliação do conhecimento

A jovem Dayane Aparecida Martins dos Santos, de 18 anos, estudante de francês e de inglês do CIL 2 e uma das 50 selecionadas pelo programa Jovem Embaixador 2017, foi uma das voluntárias desta etapa das atividades preparatórias do fórum.

 

“Foi uma excelente oportunidade para praticar nosso conhecimento com pessoas que têm como materna as línguas estrangeiras, o que é totalmente diferente de falar com um brasileiro que também saiba algum desses idiomas”, conta.

 

Bárbara da Cunha Paz, de 20 anos, também ressalta a importância da experiência. “Como eu sou muito tímida, isso está me ajudando a ser mais comunicativa. Preciso falar com as pessoas em outro idioma e este é outro fator novo para mim, pois eu só tinha contato com a língua na teoria, dento da escola.”

 

 

Agência Brasília