Alimentação escolar

Concurso Melhores Receitas oferece viagem ao Caribe entre os prêmios

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/05/2017 19:26

As inscrições para a segunda edição do concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar foram prorrogadas até 26 de junho próximo. Com isso, merendeiras de todo o país terão mais tempo para mostrar seus talentos culinários e, ainda, concorrer a diversos prêmios, entre eles uma viagem de intercâmbio ao Caribe.

 

O concurso é organizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao MEC. O objetivo é incentivar, nas cantinas escolares, a criação refeições mais saudáveis e saborosas. “Os merendeiros são essenciais para o sucesso do Programa Nacional de Alimentação Escolar [Pnae], que oferece 50 milhões de refeições diárias”, explicou o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro.

 

Além de valorizar o papel desses profissionais na promoção de uma cozinha mais adequada ao ambiente escolar, a iniciativa visa promover a mobilização da comunidade acadêmica e moradores vizinhos para a temática da Educação Alimentar e Nutricional (EAN).

 

Inscrições

“No ato de inscrição, é preciso relatar uma atividade de EAN [da teoria à prática] com a receita indicada”, destacou a coordenadora-geral do Pnae, Karine Santos. Segundo Karine, a atividade relatada deve contar com a parceria de um nutricionista responsável (cadastrado pelo FNDE), outro ator importante na execução do Pnae. O merendeiro ou merendeira deve apresentar apenas uma receita, com detalhes no formulário sobre os ingredientes, as medidas (caseiras ou oficiais), o modo de preparo e o rendimento das porções. 

 

Os julgamentos serão em quatro fases: eliminatória, estadual, regional e nacional. Os critérios de avaliação incluem criatividade e valorização de hábitos locais. Os prêmios iniciais são certificados de participação a todos os aprovados na fase eliminatória, kits para manipulação de alimentos aos 135 escolhidos na estadual e aos 15 finalistas da regional um curso culinário de boas práticas, de dois dias, em Brasília, com todas as despesas custeadas por parceiros.

 

Na etapa nacional, prevista para outubro, os 15 selecionados terão os pratos degustados por um júri especial, composto por um estudante, um nutricionista, um conselheiro de alimentação escolar, um chefe de cozinha reconhecido pela crítica e um representante das entidades parceiras do Pnae. Os cinco primeiros lugares (um por região) ganharão R$ 6 mil e uma viagem ao exterior. Outros cinco, na segunda colocação, receberão R$ 3 mil e os demais, R$ 1 mil.

 

Viagem

Aos grandes vencedores, o prêmio maior será uma viagem ao Caribe, para conhecer o programa de alimentação escolar da República Dominicana. Na primeira edição do concurso, a visita de intercâmbio foi ao Chile. “Muitos países que participam dessas cooperações criam seus programas inspirados na experiência e em diretrizes brasileiras”, informou a coordenadora do Pnae.

 

Mais detalhes sobre as inscrições podem ser vistos na página do concurso.

 

 

 

Portal MEC