Cidadania

Dia do Orgulho LGBT ganha espaço para debate em programa da TV Escola

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/06/2017 20:44

Exibido pela TV Escola nesta quarta, 28, às 19h, o programa Salto para o Futuro apresenta um debate sobre o papel da escola no combate à homofobia. O tema, que vai ao ar no Dia Internacional do Orgulho Gay, é fundamentado na Pesquisa Nacional sobre Estudantes LGBT e Ambiente Escolar, para a qual 73% dos estudantes identificados como lésbicas, gays, bissexuais ou transexuais revelaram já ter sofrido, na escola, alguma agressão verbal por conta de sua orientação sexual.

 

Dados levantados pela pesquisa apontam que no Brasil, cidadãos LGBT, homens e mulheres, são assassinados a cada 25 horas.  Ainda de acordo com esse levantamento, também somos o país que mais mata travestis e transexuais em todo o planeta. Salto para o Futuro propõe uma reflexão sobre como a educação pode contribuir na luta contra a intolerância, o preconceito e a violência.

 

Intolerância

“O índice de suicídios de adolescentes homossexuais é três vezes superior ao de adolescentes heterossexuais”, destaca um dos convidados do programa, Carlos Tufvesson, estilista, ativista dos direitos da população LGBT. Ele avalia que instituições de ensino podem agir na luta contra a intolerância, o preconceito e a violência que afetam os grupos LGBT.

 

Também presente nesta edição de Salto para o Futuro, Victor de Wolf, secretário-geral da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), afirma não ser difícil abordar o tema da homossexualidade na sala de aula. “É tabu, simplesmente”, analisa. “Podemos e devemos fazer [a discussão].”

 

Apresentado por Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, Salto para o Futuro é produzido pela Roquette Pinto Comunicação Educativa e transmitido pela TV Escola e pela TV INES há 25 anos. Em cada edição, um tema relacionado ao universo da educação é debatido pelos apresentadores, especialistas e personalidades. O programa também responde perguntas dos espectadores, enviadas através das redes sociais da TV Escola (Facebook e Twitter). O programa também está disponível no portal  da emissora na internet.