Livro

Jornalista lança nesta quinta-feira livro-reportagem

A obra do jornalista Eumano Silva relata a circunstâncias misteriosas da morte do diplomata brasileiro Paulo Dionísio de Vasconcelos na cidade holandesa de Haia, em 1970.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/08/2017 17:42

A morte do diplomata: um mistério arquivado pela ditadura, da editora Tema Editorial, levou dois anos de trabalho para ser escrito em obra que será lançada hoje no restaurante Carpen Dien, 104 Sul, às 19h.


Para reconstruir o caso ocorrido há cinco década, o jornalista obteve ajuda dos familiares do diplomata que ajudaram o autor com fotos, recortes de jornais e o diário pessoal de Dionísio e acesso a documentos do Itamaraty relacionados ao caso.


Autor de outra obra sobre o período ditatorial no Brasil (Operação Araguaia: os arquivos secretos da guerrilha), Eumano Silva traz informações inéditas sobre o jovem diplomata, encontrado morto dentro do carro, com cortes no pulso e ferimento no pescoço. O caso foi arquivado pelas autoridades, que não se empenharam para desvendá-lo.

 

Ficha técnica

Título: A morte do diplomata: um mistério arquivado pela ditadura

Autor: Eumano Silva

Editora: Tema Editorial

Capa e projeto gráfico: Sérgio Luz

Páginas: 208

Acabamento: Brochura