Senador critica decreto que modifica regulamentação da educação a distância

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2017 19:47

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) disse nesta segunda-feira que o decreto do Ministério da Educação que modifica a regulamentação do ensino a distância não deixa clara a obrigação da avaliação de forma presencial, critério que ele considera indispensável para a qualidade da formação superior. De acordo com o decreto, que autoriza mudanças no ensino superior, a partir de agora, aulas do ensino básico também poderão ser oferecidas na modalidade a distância em determinados casos.

 

A estudante de pedagogia, Ana Clara Mercanti, estuda por esse sistema. Ela diz que o conteúdo é o mesmo dos cursos presenciais, mas o desempenho depende do aluno. “Você precisa ter uma disciplina que não é todo mundo que consegue ter. O ensino é o mesmo, a única coisa é que se você não quiser assistir às aulas e só fingir que você assistiu, você pode fazer, só que não vai aprender”, explicou. A reportagem é de Thiago Melo, da Rádio Senado.