publicidade

Governo Federal propõe reajuste de até 45% aos professores

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2012 19:07

O governo federal propôs um reajuste de até 45% aos professores de ensino superior da rede federal. A tentativa de acordo vem depois de 56 dias de paralisação de 57 universidades públicas, e aconteceu por ocasião de uma reunião que aconteceu hoje entre os Ministérios do Planejamento e da Educação e os representantes sindicais da categoria.

O novo plano de carreira entraria em vigor em 2013 e, segundo o MEC, reduz a carreira de 17 para 13 níveis, como forma de incentivar o avanço mais rápido, e a busca da qualificação profissional e dos títulos acadêmicos. O Ministério diz ainda que os reajustes de 16% a 45% atendem a reivindicação histórica dos docentes, que pleiteavam plano de carreira que privilegiasse a qualificação e o mérito.

No entanto, a oferta governista não agradou às representações sindicais. Segundo Marília Barbosa, 1ª secretária do Sindicato dos Professores de Universidades Federais (Andes), não foram apresentadas propostas e, sim, tabelas que continham, inclusive, erros numéricos. "O governo trouxe um discurso maquiado, que apresenta um gargalo para a progressão da carreira dos professores."

Insatisfeitos com apresentação das tabelas, os professores solicitaram um intervalo para que os representantes dos ministérios elaborassem um resumo, por escrito, das propostas. A presidente do Andes, Marinalva Oliveira, conversou com o Correio durante o intervalo e se mostrou descontente com a ausência de propostas por parte do governo.


Tags:

publicidade

publicidade