publicidade

Começa, com protesto, a votação para escolha do novo reitor da UnB

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/08/2012 10:59 / atualizado em 22/08/2012 18:35

Manoela Alcântara

Um protesto do comando local de greve marcou a abertura da votação para a escolha do novo reitor da Universidade de Brasília (UnB), na manhã desta quarta-feira (22/8), no câmpus Darcy Ribeiro. Cerca de 20 professores com baldes, vassouras, esfregões e ramos de flores estão neste momento fazendo a lavagem simbólica da escadaria da Casa do Professor, sede da Associação dos Docentes da UnB (AdUnB). O protesto foi para que a AdUnB convoque uma nova assembleia a fim de decidir sobre a retomada da greve. A reunião, contudo, já foi marcada para a próxima sexta-feira, às 9h30, no Teatro de Arena.

A votação no câmpus Darcy Ribeiro da UnB começou com uma hora de atraso, às 9h30, um pouco esvaziada, mas, depois de uma hora, as seções, começaram a receber os votantes. Um deles foi o professor de história antiga Vicente Deobroruke. Ele acredita que o pleito terá participação muito grande da comunidade acadêmica porque a UnB precisa mudar. Ele escolheu uma chapa que promete incentivar a iniciação científica. A copeira Maria de Jesus da Silva Santos, 60 anos, aderiu à greve dos servidores técnico-administrativos e foi ao câmpus só para votar. "Estou participando para melhorar a nossa universidade", disse Maria de Jesus.

Embora a situação das aulas ainda não esteja normalizada, muitos alunos compareceram hoje à universidade. Cursos como engenharia, medicina e ciência da computação retomaram o primeiro semestre. Grande parte dos professores, no entanto, aguarda a divulgação do novo calendário acadêmico e o resultado da assembleia marcada para sexta-feira (24). É o caso, por exemplo, de cursos de letras, de psicologia e de pedagogia, que estão funcionando parcialmente.

Isso não impediu os alunos de comparecerem às urnas. "Mesmo se as aulas tivessem voltado, eu não iria porque estou em greve estudantil. Vim para cá porque tenho que exercer meu direito de voto", explica o estudante Lucas Barbosa, 21 anos, do 5º semestre de letras.

A aluna Cláudia Moraes, 31 anos, do curso de publicidade, teve aula normalmente na manhã desta terça-feira e aproveitou o intervalo para votar. "É importante votar, principalmente, para nós estudantes porque somos maioria na universidade e nosso interesse também é maior. É um ato de cidadania universitária e os alunos podem cobrar mais da Reitoria se escolher quem está lá", disse.

O alto quórum da votação é uma surpresa para quem esperava que a universidade estivesse hoje esvaziada como forma de protesto ao fim da greve e a confusão do comando local com a Associação dos Docentes da UnB (AdUnB). No momento, todas as seções para votação estão com filas. Cerca de oito candidatos já votaram.

A eleição está ocorrendo sem nenhum esquema de segurança. Membros da Comissão Organizadora da Consulta (COC) não temem confusão. As 19 seções estão próximas aos postos de segurança da UnB. Os eleitores - professores, estudantes e funcionários - terão até as 21h para depositar as cédulas nas urnas. Amanhã é o último dia para participar.

Confira os candidatos que já votaram:

João Batista de Sousa, atual vice-reitor e canditado da chapa "UnB: excelente e solidária", votou na Faculdade de Medicina

Volnei Garrafa, da chapa "Viver UnB", também já votou

Ivan Camargo, da chapa "UnB Somos Nós", votou na Faculdade de Tecnologia

Paulo Cesar Marques, da chapa "UnB +50", também votou na Faculdade de Tecnologia

Sadi Dal Rosso, da chapa "Construindo a unidade", votou no Instituto Central de Ciências (ICC) Norte

Gustavo Lins, da chapa "Inova UnB", também votou no ICC Norte

Maria Luisa Ortiz, da chapa "Gira UnB para uma nova gestão", votou no ICC Sul

Márcia Abrahão, da chapa "O amanhã fazemos juntos", votou também no ICC Sul

Canditados que ainda não votaram:

Ana Valente, da chapa "Uma reitoria valente para honrar a UnB", e Denise Bomtempo, da chapa "Inovação e sustentabilidade", irão votar à tarde. Elas já se encontram no câmpus Darcy Ribeiro para distribuir panfletos e conversar com docentes e alunos.

 

publicidade

publicidade