publicidade

Os ratinhos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/10/2012 10:01 / atualizado em 15/10/2012 10:03

Era uma vez, uma mamãe ratinha, a Racutia, e o filho dela, Racumim, que, em 1999, resolveram morar dentro das paredes da Escola Classe 18 de Taguatinga. A missão de Racumim era destruir todos os livros da biblioteca a mando da mãe. Ao roer, ele acabou se encantando pela leitura e teve que convencer a bravinha Racutia de que “ler é mais importante que roer”. Mãe e filho viraram verdadeiros ratos de biblioteca e vivem levando essa mensagem para escolas e presídios do Distrito Federal e de outros estados.

Na Escola Classe 18, os ratos incentivam a leitura e cada aluno lê pelo menos oito livros por ano, além de participar de um concurso de escrita anual. Esses ratos são criações da professora aposentada Maria Célia Madureira, 57 anos, e da professora Raquel Gonçalves, 48. Não dá para revelar quem é quem, porque são identidades secretas (seria como contar quem é um super-herói, né?!). Célia não gostava de forçar ninguém a estudar e encontrou uma solução:

— Na biblioteca, achei um lugar para fazer viagens imaginárias com os alunos.

Raquel percebe que o jeito de ser professora mudou com o tempo:

— Ser professora já foi um fardo, eu tinha medo do aluno. Hoje, o estudante é meu aliado, com quem troco conhecimento e sentimentos. Somos cúmplices nas histórias de rato.

Racutia e Racumim têm causos que viraram livros: O rato adormecido, Os amores de Racutia, e Deu rato na biblioteca. Igor Vinícius Basílio e Esther Emily Balisa, de 8 anos, e André Felipe Nunes, Júlia Correa, Márcio Rocha e Raquel Valadares, de 9, são fãs declarados dos ratos. Júlia fala sobre como é ter ratos morando na escola:

— É esquisito, mas legal. De vez em quando, o Racumim solta um pum pelos canos!

Racumim e Racutia são — de um jeito ou de outro — professores que ensinam muito para as crianças. Raquel descreve seus ratos preferidos:

— Eles deixam as pessoas animadas, são divertidos e companheiros. A Racutia gosta de dançar e o Racumim é desobediente e ama jogar videogame.

Racumim é uma inspiração para Márcio:

—Ele é legal e lê muito. Um dia quero ser esperto e ler tanto quanto ele!
Tags:

publicidade

publicidade