SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mais de mil professores da rede pública do DF começaram o ano com atestado

As principais causas são doenças psicológicas, seguidas de licenças para acompanhar parentes doentes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/02/2013 17:25 / atualizado em 27/02/2013 17:29

CorreioWeb

Segundo a Secretaria de Educação, 1.148 professores começaram 2013 afastados do trabalho por atestado médico. As principais causas são doenças psicológicas, seguidas de licenças para acompanhar parentes doentes e em terceiro lugar pós-operatório decorrente de doenças e cirurgias reparadoras. Os atestados são de servidores que já estavam afastados, com licenças de períodos superiores a 30 dias, iniciadas em 2012. O cálculo se baseia apenas em atestados entregues diretamente à Coordenação de Saúde Ocupacional, sem incluir os documentos entregues às chefias imediatas, licenças maternidade, abonos e afastamentos para estudos.

 

 

Tags:

publicidade

publicidade