SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Executivo

Reforço nas salas de aula

GDF empossa 1.688 professores convocados para suprir as carências da rede pública de ensino,em especial nas disciplinas de português, inglês e matemática. De acordo com o governo, a meta é substituir os profissionais temporários por docentes aprovados em concurso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/03/2013 12:54 / atualizado em 04/03/2013 12:59

Almiro Marcos

Os professores da rede pública nomeados no início do mês passado pelo Governo do Distrito Federal (GDF) tomaram posse oficialmente ontem, em cerimônia que contou com a presença do governador Agnelo Queiroz (PT). Ao todo, foram1.688 convocações. A maioria entrou em sala de aula em14 de fevereiro, quando foi iniciado o ano letivo na capital federal. Além de chamamento em massa—o maior já feito de uma só vez no DF—, foi assinada a realização emergencial de dois concursos ainda para este ano. “A nossa meta é continuar trabalhando nessa linha de substituir os contratos temporários por trabalhadores efetivos. É um esforço para melhorar a qualidade da educação da nossa cidade”, disse o governador durante evento na tarde de ontem no Teatro Nacional de Brasília.

Dos quase 1,7 mil convocados, 1.429 haviam se apresentado para o trabalho até ontem. Eles foram direcionados para disciplinas de maior carência na rede, como língua portuguesa, matemática e inglês, e lotados nas regionais que apresentam os menores números de educadores, como Ceilândia, São Sebastião, Santa Maria, Paranoá e Planaltina. Caso os 259 remanescentes não tomem posse até o próximo dia 5, serão convocados outros aprovados do banco de concursados. “Temos cerca de 800 pessoas do concurso de 2010 que ainda não foram chamadas”, explicou o titular da Secretaria da Educação do DF, Denilson Bento da Costa.

Para suprir as carências, Agnelo Queiroz autorizou ainda a realização, em caráter de emergência, de um certame para preenchimento de 804 vagas destinada a docentes da educação básica e de mais 50 para as funções de orientadores educacionais. As principais áreas serão história, geografia e educação física. Nos dois casos, também serão formados cadastros reserva. A Secretaria da Educação trabalha com a ideia de cumprir todas as etapas da seleção até julho para chamar os primeiros aprovados ainda no segundo semestre.

500 mil alunos

Das convocações realizadas em fevereiro, 77% foram de profissionais que trabalharão em regime de 40 horas semanais nas 652 unidades da rede, em atendimento a cerca de 500 mil alunos. Neste ano, as novas matrículas somaram 40 mil, o que levou à abertura de mais de mil salas de aula. Para dar conta da demanda que não para de crescer, o GDF justifica que, desde o início do atual administração, já contabiliza quase 3,5 mil contratações. “O chamamento dos professores concursados em substituição aos de contrato especial era uma reivindicação antiga do setor e estamos fazendo um esforço para cumprir. A nossa intenção é diminuir os temporários e fazer com que eles fiquem à disposição apenas para substituir dispensas e não trabalhadores efetivos”, reforçou Agnelo Queiroz.

Carroceiros Habilitados


Há seis meses, o carroceiro Sebastião Braz Martins, 45 anos, não tinha muita noção do significado da atividade que desempenha há 15 anos no Núcleo Bandeirante. Executava a tarefa para garantir o sustento e não se via obrigado a seguir normas de trânsito e nem a respeitar o animal que puxava o veículo. Foi somente depois de participar de um curso do Departamento deTrânsitodoDFque ele mudou as concepções sobre si mesmo e sobre a profissão. “Vi Que sou importante,um empreendedor que gera renda e que também tem regras a seguir”, disse.

Entre essas obrigações, ele cita o respeito aos demais veículos no trânsito e também ao cuidado especial com o descarte dos materiais que ele transporta: entulho e restos de obras de construção civil. “Não posso jogar em qualquer lugar, posso prejudicar o meio ambiente”, destacou. Além disso, Sebastião e outros 989 condutores de carroça do DF aprenderam que devem cuidar bem dos cavalos e das éguas.“Os bichos também são filhos de Deus, né?”.

Sebastião foi um dos 500 carroceiros que receberam,do GDF,habilitações como condutores de veículos de tração animal ontem em Ceilândia. Além de entregar os documentos, o governador Agnelo Queiroz concedeu as autorizações para as carroças, que foram emplacadas. “É uma maneira de dar dignidade a essa atividade tão importante”, disse. A intenção do Executivo é credenciar os profissionais da capital federal, estimados em mais de 4mil. (AM)

É um esforço para melhorar a qualidade da educação da nossa cidade”
Agnelo Queiroz, governador do DF
Tags:

publicidade

publicidade