SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Após assembleia, professores municipais de São Paulo decidem manter greve

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/05/2013 19:39 / atualizado em 14/05/2013 19:43

São Paulo – Reunidos em assembleia na tarde desta terça-feira (14/5), em frente à sede da prefeitura, os professores da rede municipal de São Paulo decidiram manter a greve, iniciada no dia 3 de maio. Uma nova assembleia foi marcada para a próxima sexta-feira (17), a partir das 14h, no mesmo local.

Os professores reivindicam 6,55% de reajuste retroativo a 2011, 4,61% de reajuste retroativo a 2012 e 5,6% de reajuste para este ano. Segundo o sindicato, a Secretaria Municipal de Educação propôs um reajuste de 0,82% retroativo a novembro, o que foi recusado pela categoria.

Em nota divulgada hoje (14), a secretaria informou que mantém seu compromisso de “diálogo permanente com os educadores, com a sua efetiva valorização e com a educação de boa qualidade como um direito de todos”.

Nesta quarta-feira (15) à tarde está prevista uma reunião entre a secretaria e representantes dos grevistas, informou o Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem), por meio da assessoria de imprensa.

publicidade

publicidade