SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Professores aprovados em concurso em 2010 cobram nomeações

Novo certame da Secretaria de Educação é motivo de preocupação entre os aprovados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/09/2013 14:40 / atualizado em 25/09/2013 15:04

Ana Paula Lisboa

No cadastro de reserva da Secretaria de Educação, 1.127 professores aprovados num concurso de 2010 ainda esperam para serem nomeados. Enquanto isto, a Secretaria de Educação publicou edital de novo concurso para selecionar 804 professores. A notícia preocupa quem passou no concurso há 3 anos, como Ester Lignelli, membro da comissão de aprovados. "A espera é angustiante e tenho medo do que pode acontecer, mas espero que nós sejamos nomeados antes dos aprovados no próximo concurso", desabafa. Ester complementa que existem postos a ser preenchidos: "Eu e os outros aprovados somos cadastro reserva, mas existem vagas comprovadas, por aposentadorias, exonerações e abertura de turmas. Nós temos direito à nomeação e vou lutar até o fim para ser nomeada". O representante do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF) Washington Dourado concorda que as vagas existem. "Só de julho para cá, 600 professores se aposentaram. O número de aposentados é muito maior que a quantidade de nomeados. Atualmente, a Secretaria de Educação tem mais de 5 mil professores temporários. A maior parte destas vagas deveria ser ocupada por professores concursados", explica. Na última segunda-feira (23), a comissão de aprovados e o Sinpro se reuniram com o Secretário de Educação, Marcelo Aguiar, e o presidente da Câmara Legislativa, deputado Wasny de Roure. Segundo o professor Washington, o objetivo era continuar as conversas sobre o concurso iniciadas com o antigo titular da pasta, Denílson Costa. "No início deste ano, o Governo firmou com o sindicato o compromisso de nomear todos os professores do concurso de 2010. Nós nos reunimos com o novo secretário de Educação para cobrar o cumprimento do acordo. Saímos da reunião com a promessa do secretário de Educação de que os professores do cadastro reserva devem começar a ser nomeados no ano letivo de 2014", relatou Washington. O presidente da Câmara, o deputado Wasni também garantiu apoio aos aprovados no concurso. Segundo Washington, porém, a garantia de nomeação em 2014 não é suficiente: "Para fazer valer esta nomeação a tempo, as providências têm que ser tomadas imediatamente". Segundo o Sinpro, a necessidade de educadores vai aumentar a partir de 2014, ano em que está prevista a entrada de 40 mil novos alunos na rede pública. As escolas em tempo integral, as creches públicas e as cotas para alunos de escolas públicas na Universidade de Brasília vão atrair mais estudantes e demandar um número maior de professores. A comissão de aprovados e o Sindicato dos Professores pretendem marcar uma reunião com a Secretaria de Administração Pública na próxima semana para cobrar providências.
Tags:

publicidade

publicidade