SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

FEDERAIS

Entidades sindicais organizam ato em frente ao MEC nesta terça, às 14h

Reprsentantes de servidores de instituições federais pedem melhores condições de trabalho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/05/2014 16:49 / atualizado em 05/05/2014 17:36

Entidades sindicais representante dos servidores de instituições federais de ensino superior vão participar, nesta terça-feira (6), de manifestação em frente ao Ministério da Educação e vão pedir audiência com o ministro, José Henrique Paim.

Estarão presentes representantes do Sindicatos Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), da Federação de Sindicatos de Trabalhadores Técnico Administrativos em Instituições de Ensino Superior Públicas (Fasubra) e do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), além de representantes do movimento estudantil.

O ato, chamado de Caravana da Educação Federal, terá início às 14h. O objetivo dos docentes, técnicos e estudantes é denunciar a falta de condições necessárias para funcionamento das Instituições Federais de Ensino (IFEs), o que compromete, segundo eles,a qualidade das atividades acadêmicas e causa a precarização do trabalho.

As entidades pedem ainda mais vagas e concursos públicos para professores e técnico-administrativos, aprimoramento das carreiras - correção de distorções e reestruturação -, com a valorização salarial de ativos e de aposentados. Cobram também a ampliação das condições de acesso e permanência estudantil.

Elas reclamam também do processo de privatização das instituições e da terceirização do trabalho. Além disso, denunciam o agravamento da criminalização contra os movimentos sociais, a judicialização das greves e as tentativas de utilização dos meios institucionais para reprimir o direito à divergência.

Servidores técnico administrativos ligados à Fasubra e ao Sinasefe deflagaram greve por tempo indeterminado desde o mês passado e, segundo o Andes-SN, o movimento conta com adesão de quase todos os estados brasileiros. O sindicato promete promever nova paralisação nacional em 21 de maio, quando ocorre outra reunião com o MEC para discutir a reestruturação da carreira docente.
Tags:

publicidade

publicidade