SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Formação na Finlândia tem inscrições até 19 de novembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/11/2014 13:39 / atualizado em 17/11/2014 13:43

Portal MEC

Professores de unidades da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica têm até 19 de novembro próximo para fazer a inscrição no programa Professores para o Futuro. Regulamentado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o programa estimula a estruturação de projetos de desenvolvimento socioeconômico por meio de intercâmbio de professores da rede em universidades da área de ciências aplicadas na Finlândia. O processo integra a Chamada Pública nº 41/2014.

Os professores selecionados nesta nova chamada vão fazer a capacitação nas universidades de ciências aplicadas Hamk, Haaga-Helia e Tamk. As propostas, com duração máxima prevista de 12 meses para execução, estarão relacionadas a áreas estratégicas do governo federal em ciência, tecnologia e inovação, com investimento global de R$ 2 milhões.

Hoje, 27 professores selecionados na primeira etapa do programa realizam intercâmbio de capacitação naquele país do norte europeu. É o caso da professora Carolina Corado, da área de ciências biológicas do campus João Câmara do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN). “Tenho olhado atentamente para a questão pedagógica de uma forma muito mais integrada e aplicada ao cotidiano do estudante”, afirmou Carolina. “Aqui, os estudantes são estimulados a se envolver nas atividades não apenas como uma tarefa a ser concluída, mas como um processo de exploração e descoberta.”

O professor José Pinheiro, do Instituto Federal do Amazonas, campus Manaus, Distrito Industrial, pretende aplicar metodologias adaptáveis à realidade do Brasil para a melhoria do ensino. “Particularmente, pretendo levar ao campus um projeto que integra alunos e empresas em busca de soluções tecnológicas e inovações”, disse. “Outro projeto integra a incubadora ao ensino, bem diferente do que fazemos hoje no Brasil.”

Financiamento — Os projetos selecionados terão bolsa de desenvolvimento tecnológico e inovação no exterior júnior. Será destinada apenas uma bolsa por projeto pelo período de cinco meses. Todas as propostas aprovadas receberão recursos de 9,6 mil euros [R$ 29,8 mil, em cotação de quinta-feira, 29] para despesas com taxas escolares. Outras despesas serão de responsabilidade do autor ou da instituição de execução do projeto, como contrapartida. Todas as propostas devem ser enviadas ao CNPq via internet. Os autores devem preencher o formulário de propostas disponível na plataforma Carlos Chagas.
Tags:

publicidade

publicidade