SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Rollemberg continua negociações com professores

Governador pretende elaborar um cronograma de quitação de débitos, mas sindicalistas afirmam que sem o pagamento integral o começo das aulas fica comprometido

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/01/2015 10:22 / atualizado em 13/01/2015 10:28

Agência Brasília

O governador Rodrigo Rollemberg reuniu-se, na tarde desta segunda-feira (12), com representantes do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro) para discutir pontos reivindicados pelos servidores: pagamento dos salários de dezembro; 13° salário de dezembro; diferença dos aniversariantes de 2014 que fizeram aniversário antes dos reajustes de março e de setembro; adicional de férias coletivas; rescisão e 13° dos temporários; e 13° de quem faz aniversário em janeiro de 2015.

Rollemberg lembrou que, na próxima quarta-feira à noite, está previsto o depósito referente aos salários de dezembro: “A pendência foi deixada pelo governo anterior, é de responsabilidade da antiga gestão, mas que o débito é do governo”, reafirmou. O governador informou que o 13° salário continuará sendo pago para os aniversariantes do mês e falou sobre o projeto de criar um calendário com o objetivo de estabelecer um cronograma para os pagamentos atrasados.

Para o diretor do Sinpro, Washington Dourado, a reunião com o governador é importante, pois demonstra a disposição do governo em buscar alternativas: “Nós deixamos claro que o nosso objetivo é resolver imediatamente”, alertando que “sem a solução dessas questões, não haverá o início do ano letivo”.

O diretor Jairo Mendonça adiantou que está prevista uma assembleia para o primeiro dia de aula, marcado para 23 de fevereiro, e garantiu que a categoria continuará acampada na Praça do Buriti como forma de pressão: “Não aceitamos o parcelamento dos débitos”. O governador pediu a compreensão dos professores e disse que nas próximas semanas as pendências serão negociadas.

Estavam presentes ao encontro, no Salão Nobre do Palácio do Buriti, o secretário de Educação, Júlio Gregório; e o Secretário de Relações Institucionais e Sociais, Marcos Dantas; além do diretor do Sinpro, Washington Dourado; e representantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do Sindicato dos Trabalhadores em Escolas Públicas (SAE) e da Federação dos Trabalhadores no Comércio e no Setor de Serviços (Fetracon), entre outros.

publicidade

publicidade