SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Alunos da rede pública ficam sem aula ao menos esta semana

Com atividades interrompidas desde esta segunda-feira (23), professores decidiram paralisar atividades até sexta-feira (27), quando docentes se reunirão para redescutir os rumos do movimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/02/2015 14:08 / atualizado em 24/02/2015 10:46

Depois de assembleia na manhã desta segunda-feira (23), os professores da rede pública de ensino decidiram paralisar as atividades até sexta-feira (27), quando a categoria vai se reunir novamente, às 14h, para discutir os rumos do movimento. Até lá, os cerca de 470 mil alunos da rede pública ficarão sem aulas. O ano letívo estava previsto para começar hoje.

 

Na manhã desta segunda, os professores fizeram uma manifestação em frente ao Palácio do Buriti cobrando o pagamento atrasado do 13º salário dos professores que receberiam o pagamento em dezembro, rescisão contratual de cerca de 8 mil professores temporários e 2ª e 3ª parcela das férias. Representantes do Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF) e do Governo do Distrito Federal (GDF) se encontraram para negociação. Ao fim do encontro, o GDF redigiu um documento assumindo o compromisso de tentar solucionar os débitos com a categoria. Com o documento em mãos, durante assembleia, os professores decidiram voltar a debater o assunto na sexta, data em que o governo marcou reunião com representantes do sindicato para, segundo o diretor do Sinpro- DF Samuel Fernandes, discutir a possibilidade de pagar de forma integral os valores em atraso.

 


Confira os comprometimentos do GDF para a categoria definidos em reunião de negociação na manhã desta segunda-feira:

 

publicidade

publicidade