SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Secretário de Educação do Paraná pede para sair do cargo

Fernando Xavier se despede da posição uma semana depois do protesto de professores que foi coibido pela Polícia Militar e resultou em 200 educadores feridos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/05/2015 18:03 / atualizado em 06/05/2015 18:11

Hedeson Alves/SEED
Uma semana depois da ação desastrada da Polícia Militar que deixou 200 professores feridos no Paraná, o secretário de Educação do estado, Fernando Xavier pediu demissão do cargo. Em nota nesta quarta-feira (6), a secretaria informou que o pedido foi feito por “motivos pessoais”.

A professora Ana Seres Trento Comim substituirá Xavier no cargo. Formada em matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), ela foi superintendente da Secretaria de Educação.

 

Entenda o caso
Na última semana, em 29 de abril, professores de Curitiba foram às ruas contra projeto de lei que alteraria a previdência estadual. O projeto, encaminhado pelo Executivo, pretendia tirar 33 mil aposentados com mais de 73 anos do Fundo Financeiro e transferi-los para o Fundo de Previdência do Paraná em razão da situação deficitária do Tesouro Estadual, responsável pelo Fundo Financeiro.


Cerca de 200 professores ficaram feridos no ato após ação da Polícia Militar, que usou bombas de gás, balas de borracha e jatos d'água.

Em greve desde 25 de abril, os docentes reindicam reajuste de 13,1% retroativo à data-base, realização de concurso público e melhores condições de trabalho. Professores de diversas cidades do Brasil - inclusive Brasília - realizaram atos na última terça-feira (5) em solidariedade aos educadores do Paraná e em repúdio à violência contra a classe.

publicidade

publicidade