publicidade

Em greve, professores de universidades federais fazem ato em frente ao MEC

Paralisação de docentes completa três meses nesta sexta-feira (28)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/08/2015 10:40 / atualizado em 28/08/2015 11:39

Rodrigo Nunes/Esp. CB/DA Press
Professores federais de todo o país fazem manifestação na manhã desta sexta-feira (28), em frente ao Ministério da Educação (MEC). Eles cobram um encontro com o ministro, Renato Janine Ribeiro. O ato marca três meses da paralisação, que começou em 28 de maio.

Os docentes reivindicam reversão dos cortes no orçamento da educação federal, que ultrapassam R$ 11 bilhões. Nas universidades, houve redução de bolsas, paralisação de obras, cortes na pós-graduação, demissão de trabalhadores terceirizados, paralisação de programas e suspensão de novos projetos. Algumas instituições não têm recursos para o pagamento de despesas básicas essenciais como energia elétrica e materiais de limpeza e higiene.

Além da recomposição dos orçamentos das universidades federais e mais investimento em educação, os professores em greve cobram resposta à pauta de reivindicações da categoria, que tem como eixos centrais a defesa do caráter público da universidade; melhores condições de trabalho; garantia de autonomia; reestruturação da carreira; e valorização salarial de ativos e aposentados.

publicidade

publicidade