publicidade

Educação

Apesar da volta dos professores, funcionários da UFRJ decidem manter greve

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/09/2015 11:02

Agência Brasil

Após o retorno das aulas dos professores na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) ontem (14), os funcionários da área administrativa votaram nesta terça-feira (15), em assembleia, pela manutenção da greve iniciada no dia 29 de maio. Os servidores pedem que a posição de manutenção da paralisação seja respeitada pelos alunos,  professores e o Conselho Universitário (Consuni).

 

Com participação de cerca de 250 pessoas, um votou contra a manutenção da greve e sete se abstiveram, a plenária deliberou pela intensificação da greve em resposta às medidas econômicas anunciadas pelo governo federal.

Os funcionaram decidiram manter a greve porque amanhã (16) os integrantes do Comando Nacional de Greve da Federação de Sindicato de Trabalhadores Técnico-Administrativos (Fasubra) se reunirão com o governo para discutir a contraproposta encaminhada para negociação.

 

Os grevistas querem reajuste de 9,5%, para reposição inflacionária de 2015, a ser aplicada em janeiro 2016, e 5,5% para 2017, com cláusula de revisão em 2016, caso a previsão do índice instituído pelo governo em 2017 ultrapasse 5,5%.

José Caetano Ribeiro, do comando do movimento, disse que a expectativa é positiva para a negociação com o governo. “A nossa expectativa é que o governo finalize com a resposta positiva da contraproposta, com a reposição de 9,5%. Nós entendemos que a conjuntura é difícil, mas o governo tem negociado por baixo.”

publicidade

publicidade