SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Professor da Ufes acusado de cometer racismo durante aula é demitido

Caso teria ocorrido em novembro do ano passado. Decisão foi divulgada pela universidade nesta segunda-feira (9)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/11/2015 19:20 / atualizado em 09/11/2015 19:34

A Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) demitiu nesta segunda-feira (9) o professor Manoel Luiz Malaguti Marcelos Pancinha, acusado, por alunos, de ter cometido racismo durante uma aula ministrada no curso de Ciências Sociais em novembro do ano passado.

A discussão teria iniciado por conta da política de cotas adotada pelas universidades federais. Segundo estudantes, o docente teria dito à época que “detestaria ser atendido por um médico ou advogado negro”. Além disso, o professor sofria outro processo administrativo disciplinar por estacionar o veículo bloqueando a rampa de acesso para cadeirantes em um dos prédios da Ufes.

O caso seguia em apuração há um ano. Para conduzir as investigações, foi nomeada uma Comissão de Sindicância, cujo trabalho se encerrou em dezembro com a produção de um relatório. O documento apontava para a instauração de processos disciplinares para as duas acusações. Por isso, duas comissões de inquérito passaram a avaliar o caso.

Manoel Luiz Malaguti Marcelos Pancinha chegou a ser suspenso durante 30 dias, mas após o cumprimento retornou às atividades normalmente.

publicidade

publicidade