SIGA O
Correio Braziliense

Professora da UCB é considerada a melhor de comunicação do Centro-Oeste

Indicada e votada pela maioria dos alunos, a docente é modesta e marca a história dos estudantes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2016 20:57 / atualizado em 02/12/2016 21:28

A segunda edição do prêmio Professor Imprensa, promovido pela Imprensa Editorial, com apoio da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação (Intercom) e patrocínio da RBS, divulgou os nomes dos docentes vencedores de cada região do Brasil. Alunos que cursaram ou cursam graduação ou pós-graduação em comunicação indicaram nomes de mestres de todo o país, e cinco de cada região foram selecionados para a votação final, na qual cada estudante pode votar uma vez. Rafiza Varão, professora do curso de jornalismo da Universidade Católica de Brasília (UCB), foi a ganhadora do Centro-Oeste.

Com 15 anos de docência, Rafiza Varão, 38 anos, sonhava em ser jornalista ou arquiteta quando criança. Um ano após se formar em jornalismo na Universidade Federal do Maranhã (UFMA), ela foi indicada para substituir uma professora da Universidade de Brasília (UnB) e, desde então, exerce a profissão com afinco. Modesta, a maranhense acredita que o método de ensino dela não tem diferença notável em comparação com os de outros professores e que todos têm qualidades e defeitos ao exercer a profissão. A professora soube do prêmio quando uma aluna publicou o link em um grupo fechado do curso. “Fiquei muito feliz, pois é um prêmio de reconhecimento dado pelos próprios alunos. Não deixaria de ser professora, sou feliz em exercer essa missão e nem sinto que deixei de ser jornalista”, afirma ela, que é mestre em imagem e som e doutora em teoria e tecnologias da informação, ambos pela UnB.

 

A docente está certa quanto ao reconhecimento dos alunos. Aqueles que tiveram alguma aula com ela não costumam esquecê-la. “Ela é extremamente profissional, humana e competente. A Rafiza me deu aulas no curso e agora estou trabalhando com ela na revista laboratório Jenipapo. Só tenho elogios tanto para a pessoa quanto para o trabalho, ela é diferenciada”, afirma Larissa Nogueira, estudante do 7º semestre do curso de jornalismo da UCB. A aluna acredita que o prêmio foi uma forma justa de reconhecimento pelo trabalho de Rafiza, que segundo ela, trabalha com amor. “Se tinha uma pessoa que merecia ganhar esse prêmio, eu não tenho dúvida alguma, era ela. E ainda acho pouco”, declara Larissa.

A Jenipapo é a revista-laboratório do curso de comunicação social da UCB, da qual Rafiza Varão é a professora responsável. Em 2014, a revista foi eleita a melhor do país, no quesito laboratorial, no Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, promovido pela Intercom.


Lucas Lélis, 21 anos, está prestes a se formar em jornalismo e, entre os professores que conheceu, afirma que Rafiza será uma das professoras que jamais esquecerá. “Ela é uma professora que em pouco tempo me passou um conhecimento gigantesco. Todos os puxões de orelha que recebi durante as produções de matérias e reportagens foram de extrema importância para a minha formação profissional. O maior orgulho que tenho de ter trabalhado com ela foi quando ganhamos dois prêmios na Expocom Centro-Oeste 2016, se não fosse por ela, talvez os trabalhos nem teriam sido inscritos. Só tenho a agradecer pela confiança e pelo o aprendizado que tive com ela”, conta o aluno que está no 8º semestre de jornalismo da UCB.

Hugo Souza estudava publicidade mas se interessou em fazer uma dupla habilitação e conta que o contato com a professora o inspirou. " Ela acreditou em mim, ainda que estudante de publicidade, me motivava, e com uma didática e atenção que só ela tem, me agregava e me motivava a continuar em um novo caminho que eu almejava seguir", conta. O publicitário, que teve somente uma disciplina com Rafiza — técnicas de produção jornalística —, tem a mestre como referência. "Ela sempre me mostrava como um exemplo de profisisonal para seguir, seja como jornalista ou docente. Me despertou um desejo pela carreira acadêmica", afirma.

Ganhadores
Outros inspiradores do Brasil são os professores Marcelo da Silva da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), vencedor da região Nordeste; Rita Soares da Faculdade Estácio do Pará, vencedora do Norte; Guilherme Fernandes da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), vencedor do Sudeste; e Sérgio Menezes da Universidade Positivo do Paraná, vencedor da região Sul.

No Centro-Oeste, além de Rafiza Varão, foram finalistas Ana Paula Miranda, do Centro Universitário Estácio de Brasília; Luiz Cláudio Ferreira, do Centro Universitário de Brasília (UniCeub); Elen Cristina Geraldes e Wagner Rizzo, ambos da Universidade de Brasília.

 

 

"Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa