Governo incentiva professores do DF a se vacinarem contra a gripe

Ação na manhã desta quarta (3), na Escola Classe 302 Norte, contou com a participação do governador Rodrigo Rollemberg e do secretário de Saúde, Humberto Fonseca

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/05/2017 19:30

Tony Winston

Para estimular professores a se imunizarem contra a gripe, a Escola Classe 302 Norte contou, na manhã desta quarta-feira (3), com uma ação de vacinação.

 

Com a participação do governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, do ministro da Saúde, Ricardo Barros, e dos secretários de Educação, Júlio Gregório Filho, e de Saúde, Humberto Fonseca, docentes da unidade foram vacinados.

 

“O objetivo de uma ação como essa é ampliar os índices de vacinação”, destacou o governador, ao conclamar que as pessoas incluídas no público-alvo busquem as doses e ao destacar a importância do efeito pedagógico da ação nas crianças, que assistiam ao ato.

 

A elas, Rollemberg disse: “Vocês estão vendo a importância de todos se vacinarem, para evitar doenças e, com isso, garantir uma saúde melhor para cada um e para as famílias”.

 

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou em 17 de abril e seguirá em todo o País até 26 de maio — o dia D de mobilização será no dia 13.

 

Exemplo para alunos e pais

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, ressaltou que a atividade de hoje foi o primeiro ato da Portaria Interministerial nº 1.055, de 25 de abril de 2017, que redefine as regras e os critérios para adesão ao Programa Saúde na Escola.

 

“Essas crianças não terão medo de vacina, pelo contrário: entendem que vacina é importante e, a partir do exemplo dos professores, passam a buscar a vacinação com seus pais, com sua família, para que tenhamos a maior cobertura vacinal possível”, disse Barros.

 

Eufóricos, os alunos prestavam atenção enquanto o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, aplicava as vacinas. Uma das professoras que recebeu a dose foi Maria Aparecida de Souza, do segundo ano do ensino fundamental.

 

Quando chegou a vez dela, as crianças, unidas, entoaram o coro de “tia Cida”, como incentivo pelo ato. Ela falou da relevância da vacinação de docentes. “A gente fica em uma turma, às vezes, com cinco, seis alunos com gripe, e a gente acaba pegando também”, disse, ao destacar que isso pode resultar em ausências da sala de aula.

 

Meta de vacinação contra a gripe é de 90%

A campanha de vacinação no DF engloba 687.155 pessoas. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada categoria do público-alvo — um crescimento em relação ao ano passado, quando o porcentual estabelecido foi de 80%, sendo superado.

Serão vacinados contra a gripe pela rede pública de saúde:

  • Crianças de 6 meses a 5 anos incompletos
  • Detentos
  • Gestantes
  • Funcionários do sistema prisional
  • Idosos
  • Indígenas
  • Jovens do sistema socioeducativo
  • Pessoas com doenças crônicas
  • Professores das redes pública e privada
  • Puérperas (mulheres cujo parto ocorreu até 45 dias antes da vacina)
  • Profissionais da área de saúde

De acordo com o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, a cobertura vacinal no DF está em 12%, o que representa 81 mil pessoas vacinadas. “Estamos com baixa cobertura hoje para os professores e para as crianças, principalmente. Então é importante comparecer a uma unidade básica de saúde para se vacinar”, alertou.

 

A imunização ficará disponível em 130 dos 180 postos de saúde de Brasília, de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Os idosos que durante a campanha estiverem sem condições físicas de se deslocar até os postos podem agendar a vacina em domicílio pelo telefone Disque Saúde 160.

 

Campanha abrange 54 milhões de pessoas em todo o Brasil

A 19ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza abrange 54,2 milhões de pessoas no Brasil. O Ministério da Saúde adquiriu, ao todo, cerca de 60 milhões de doses da vacina.

 

De acordo com determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS), a vacina protege contra três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul. São dois do tipo A — H1N1 e H3N2 — e o influenza B.

Leia o pronunciamento do governador Rodrigo Rollemberg durante a vacinação de professores na Escola Classe 302 Norte.

 

 

Agência Brasília