Cooperação internacional

Brasil e Alemanha capacitam professores da Rede Federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/09/2017 20:37

Cerca de 50 professores dos institutos federais Fluminense (IFF) e do Ceará (IFCE) foram capacitados, nas últimas semanas, em energia fotovoltaica e eficiência energética em edificações, e cursos semelhantes serão ministrados no Instituto Federal de Minas Gerais (IFMG), campus Betim, em outubro. A ação é parte do Programa EnergIF, fruto de uma cooperação entre Brasil e Alemanha com o objetivo de levar o conhecimento sobre o assunto para as salas de aula, tanto para estudantes como para outros professores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

 

A parceria trabalha para criar na Rede Federal uma cultura de eficiência energética, popularizando o uso de energias renováveis por meio da formação de multiplicadores. É realizada entre a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação com a agência alemã para o desenvolvimento sustentável Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ).

 

De acordo com o assessor especial do Núcleo Estruturante da Política de Inovação da Setec, Robson Caldas, a parceria com a agência alemã surgiu a partir de acordo para a redução dos gases que causam efeito estufa e ampliação da matriz energética brasileira. Tem o foco de ampliar o número de cursos em energias renováveis e eficiência energética.

 

“São trabalhados desde o mapeamento das ocupações prioritárias dos setores produtivos nessas áreas até a elaboração de formações específicas que atendam essas ocupações e a capacitação dos professores que atuarão nos cursos que estão em elaboração e, também, como multiplicadores para que possam atuar nesses futuros cursos”, explica Caldas.

 

A parceria envolve mais de 20 instituições da Rede Federal nas áreas de energia solar fotovoltaica, eficiência energética em edificações e na indústria, energia eólica e aproveitamento energético de biogás, a partir de estações de tratamento de esgoto. Do início do projeto, em 2016, até o final deste ano, 129 professores devem passar pelas capacitações.

 

Início

A cooperação entre Brasil e Alemanha, com o Projeto Sistemas de Energias do Futuro, do Ministério de Minas e Energia (MME) em parceria com a GIZ teve início em 2015. Devido à crescente necessidade por profissionais qualificados, o projeto tem uma linha de atuação que promove a educação profissional e tecnológica em energias renováveis e eficiência energética, haja vista o grande potencial do Brasil no desenvolvimento dos setores produtivos nessas áreas e a necessidade de ampliação de formação profissional.