Aulas na rede pública terão horário reduzido em dia de votação

O PLC 122/2017 poderá ser analisado nesta terça-feira (19/9) caso GDF consiga derrubar mandado de segurança

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/09/2017 21:00 / atualizado em 18/09/2017 21:03

Ísis Dantas/Divulgação

 
O Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro/DF) anunciou que as aulas na rede pública de ensino terão horários reduzidos nesta terça-feira (19/9). A alteração será feita porque a categoria convocou todos os docentes a um ato contra o Projeto de Lei Complementar nº 122/2017, a partir das 14h, em frente à Câmara Legislativa. No entanto, o plenário somente votará a iniciativa, que altera a previdência para servidores do DF, se o Governo conseguir derrubar a liminar que suspendeu a pauta.

A diretoria do Sinpro garantiu, em nota, que os alunos não serão prejudicados. Segundo a categoria, as aulas, inclusive as da tarde, serão todas ministradas no período matutino, para que os professores possam possam acompanhar a votação do projeto.

Impasse

Até o momento, os deputados distritais não poderão levar o PLC 122/2017 para o Plenário. Desde 5 de setembro, um mandado de segurança deferido pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) impede a votação do projeto. O Governo do Distrito Federal tenta derrubar a liminar, e já ingressou com uma ação no Superior Tribunal Federal (STF). Paralelamente, os parlamentares pretendem escrever uma alternativa à proposta do GDF.