SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Defensoria Pública do Distrito Federal abre processo seletivo para estágio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/09/2012 17:55 / atualizado em 11/09/2012 18:18

A Defensoria Pública do Distrito Federal abriu nesta terça-feira,(11/7) as inscrições para mais um processo seletivo. As vagas são destinadas ao preenchimento do cadastro reserva de estagiários da instituição. Os candidatos precisam ser estudantes do curso de direito e estar entre o 6º e 8º semestre da faculdade.

O estágio tem carga horária de 20 horas semanais (quatro horas diárias) e, a cada 12 meses de serviço, é assegurado ao estagiário 30 dias de recesso remunerado. O salário é de R$ 428,50, além de auxílio-transporte no valor de R$ 100. Os horários e turnos de trabalho serão definidos pela Defensoria Pública.

Os interessados nas vagas devem possuir cadastro no Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), fazer inscrição no site da empresa e realizar uma prova de conhecimentos em língua portuguesa, noções iniciais de direito constitucional, civil, penal, processual civil e processual penal.

As inscrições vão até dia 21 de setembro e a aplicação da avaliação será em 27 de setembro em dois horários: 9h e 14h, no prédio do CIEE, no Sudoeste. O gabarito será divulgado em 28 de setembro e o resultado final dia 5 de outubro. A convocação será realizada pelo site da Defensoria.

Inscrição
A oportunidade de estágio é para atuação nos diversos núcleos de assistência jurídica da Defensoria Pública do DF. Para fazer a inscrição o interessado deve acessar o site do CIEE, na página “Portal do Estudante” ou ligar para o telefone (61) 3701-4820 . No momento da inscrição, o candidato deve indicar um dos códigos com o horário de prova escolhido: 00592682 e 00592688 para realização da prova às 9h ou 00592690 e 00592696 para realização às 14h.

“A vantagem de trabalhar aqui é a prática adquirida”, assegura Fernanda Maria Valença, diretora de departamento de estágio da Defensoria. “Quem trabalha aqui não faz apenas numeração ou entrega de processos, ele põe a ‘mão na massa’, faz petições e atua diretamente com a parte carente da população, [público-alvo da defensoria]”, conclui ela.
Tags:

publicidade

publicidade