SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Voando alto

Anac oferece 170 vagas

Anac oferece 170 vagas com diferentes opções de atuação para quatro cargos. Domínio do inglês é fundamental para o candidato se dar bem na seleção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/09/2012 10:24 / atualizado em 17/09/2012 10:29

Depois da Agência Nacional de Águas (Ana) e da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), é a vez da autarquia que regulamenta o setor aéreo ganhar reforços no quadro de servidores. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) lançou edital que determina o provimento de 170 vagas para os níveis superior e médio, 138 só para o Distrito Federal. O diferencial dessa seleção está na quantidade de áreas de atuação por cargo. São cinco opções no caso de quem vai prestar para analista administrativo, quatro para técnico em regulação de aviação civil, e sete para a função de especialista em regulação de aviação civil. Cada uma delas vai ter conteúdo distinto na prova.

O inglês, no entanto, é disciplina comum a quase todos os cargos e áreas, pois o trabalho com transporte aéreo exige conhecimentos do idioma. Para quem está enferrujado, o professor André Dias, do Alub, aconselha foco em conjunções, advérbios, verbos anômalos e falsos cognatos. Segundo ele, não é necessário estudar atentamente a regra gramatical, e sim o uso correto dessas palavras dentro de um contexto. A interpretação dos textos deve exigir mais do candidato. Essa é uma das características das provas elaboradas pela banca examinadora do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe).“É sempre importante trabalhar a leitura de textos formais, não só conversação”, explica Dias, “e interpretar não é apenas entender o que está escrito. É preciso realizar uma compreensão subjetiva”.

Outro tópico que está presente no conteúdo de várias áreas do edital é o direito administrativo, cobrado tanto para as funções de nível médio quanto para as de nível superior. O professor do IMP Vandré Amorim acredita que esse é um indício de que os itens da disciplina não devem diferir de outras provas do Cespe. A dica é dedicar atenção especial a conteúdos como estrutura da administração pública — principalmente em relação às personalidades jurídicas que integram a administração indireta — e regimes jurídicos (direito público e privado).

O professor aconselha que, mesmo que a banca cobre interpretação, é melhor se ater ao texto da legislação específica. No caso desses conteúdos, as Leis nº 8.112/1990, 9.784/1999 e 8.429/1992 são as que caem com mais frequência. O cuidado maior deve ser com a Lei nº 12.527/2011, que define o acesso à informação. “O candidato deve se preocupar com essa norma devido ao fato de ser uma novidade muito comentada”, diz Amorim.

Fontes confiáveis
O assistente de importação Samuel Freitas, 25 anos, encontrou no concurso da Anac a chance de realizar um sonho. Apaixonado pelo setor desde criança, Freitas conclui ano que vem a graduação de relações internacionais e pretende tentar para o cargo de técnico em regulação de aviação civil. Ele domina boa parte dos conhecimentos específicos. Sua estratégia consiste em procurar mais sobre o assunto na internet, ferramenta que o auxiliará nos estudos. “Eu tenho muita afinidade com a área. Agora, preciso estudar e me aprofundar um pouco mais no tema”, conta.

O professor de legislação específica do Pró-Cursos Roger Aguiar salienta, no entanto, que é preciso ter cautela ao estudar pelo conteúdo on-line. Apesar da dificuldade em encontrar livros especializados, Aguiar recomenda ao candidato procurar a legislação específica da Anac somente no site do Palácio do Planalto e tentar compreendê-la do ponto de vista jurídico, com auxílio de manuais ou dicionários. Dominar o contexto em que está situada a autarquia é fundamental para fazer uma boa prova. “O mais importante é entender o sistema de aviação civil, com os órgãos e entidades que o compõem. Esse é o principal conteúdo, o coração desse concurso público”, reforça.

O que diz o edital
Agência Nacional de Aviação Civil
Cargos: analista administrativo, especialista em regulação de aviação civil, técnico em regulação de aviação civil e técnico administrativo
Vagas: 170
Remuneração: de R$ 4.984,98 a R$ 10.019,20
Taxa: R$ 50 e R$ 100
Inscrições: de 21 de setembro a 15 de outubro
Provas objetivas: 2 de dezembro
Edital: www.cespe.unb.br/ concursos/ANAC_12
Tags:

publicidade

publicidade