Tecnologia em foco

Matemática, português, administração financeira e gestão de processos de qualidade são conteúdos que os candidatos a uma das 4,8 mil vagas do concurso da empresa que presta serviços para o Banco do Brasil terão de dominar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/11/2012 10:26 / atualizado em 12/11/2012 10:27


A assistente administrativa Edilza Tavares pretende participar das provas de dois dos cargos oferecidos na seleção (Luis Xavier/Esp. CB/D.A Press ) 
A assistente administrativa Edilza Tavares pretende participar das provas de dois dos cargos oferecidos na seleção
Quem se interessa pela área de informática e administração tem boas razões para prestar o concurso da Cobra Tecnologia, empresa responsável pelo suporte e assistência técnica do Banco do Brasil. O concurso oferece 11 vagas imediatas — duas delas para o Distrito Federal — e mais 4.796 para cadastro de reserva. São cargos administrativos e operacionais, para níveis médio e superior.

Motivo de apreensão para muitos candidatos, a matemática é um dos destaques da parte básica da seleção. A princípio, a quantidade de matérias cobradas pode assustar. O professor do Gran Cursos Márcio Lima, no entanto, aconselha os candidatos a não caírem no desespero de querer estudar todos os tópicos. “No caso de editais que têm conteúdo extenso, não tem jeito, na hora de elaborar as questões não vai dar para abordar tudo”, explica.

Para o professor, o candidato deve se ater aos seguintes temas: noções de estatística, média ponderada, análise combinatória, probabilidade, noções de trigonometria — principalmente no item relações métricas —, e funções exponencial e logarítmica, incluindo a parte gráfica. “Não tenho dúvida nenhuma de que esses conteúdos vão cair”, assegura Lima.

Os que têm dificuldade em português também precisam ficar atentos. Nesse caso, o foco do candidato deve ser no conteúdo mais tradicional, conforme as instruções do professor do Alub Márcio Wesley. “Deve cair a parte mais instrumental da gramática, que são as regras práticas da língua portuguesa, como pontuação, elaboração, concordância e crase”, diz Wesley. O professor ressalta que a banca não costuma colocar muitos textos, mas que é importante ter uma boa interpretação e dominar a norma padrão da língua. “É bom o candidato valorizar o uso de pronomes relativos e do verbo haver no sentido de existir”, acrescenta.

Planejamento
Noções de administração financeira e conteúdos de natureza gerencial são outros assuntos que todos os candidatos precisarão conhecer. No caso de quem pretende prestar para nível superior, o professor de administração do IMP Renato Lacerda destaca os conteúdos de gestão estratégica, de processos e de planejamento. Ele recomenda estudar os principais tópicos do PMBOK — sigla em inglês para o guia de gerenciamento de projetos — e ler o livro Administração nos novos tempos, de Idalberto Chiavenatto. “O candidato deve entender que os processos da organização são todos interligados e primam pela qualidade nas organizações. São conhecimentos que vão fazer a diferença”, explica.

Já para os candidatos a uma vaga de nível médio, a dica do professor Lacerda é manter o foco na ligação existente entre gestão de processos e de qualidade. Alguns teóricos que podem ajudar o candidato são Kaoru Ishikawa, com suas sete ferramentas de gestão da qualidade, W. Edwards Deming e Philip Crosby. “É importante ter a noção de que a qualidade está sempre voltada para a satisfação do cliente e do consumidor”, conclui o professor.

A assistente administrativa Edilza Tavares, 30 anos, não deve ter dificuldades no assunto. “Por trabalhar na área, a experiência vai me ajudar bastante”, revela. Ela participou de outros concursos da empresa, mas nunca se dedicou tanto quanto dessa vez. A candidata pretende se preparar por meio de apostilas. Seu problema será informática, único conhecimento que ela não domina.

Edilza pretende prestar tanto para os cargos de técnico quanto de analista administrativo e, apesar de haver apenas duas vagas para o DF, está confiante de que o cadastro de reserva será utilizado para quem conseguir as primeiras posições. “Dependendo da classificação, se for boa, eles vão chamar, sim”, defende.

O que diz o edital

Cobra Tecnologia

Cargos: técnico administrativo, técnico de operações, analista administrativo e analista de operações
Vagas: 11 imediatas e 4.796 para cadastro de reserva
Remuneração: de R$ 1.235,95 a
R$ 3.213,46
Taxas: R$ 20,03 a R$ 50,49
Inscrições: até 4 de dezembro
Provas objetivas: 20 de janeiro de 2013
Edital: www.esppconcursos.com.br/ concurso/cobra-tecnologia-1234
Tags: